O melhor do Ushuaia: um guia para planejar sua viagem a um dos destinos mais famosos da América Latina

Foto FreeImages
Foto FreeImages

No inverno, quem quer ver neve não pode deixar de considerar uma visita à Patagônia! E Ushuaia, conhecida como a cidade do fim do mundo, é a mais próxima da península da Antártica e um dos destinos mais famosos da América Latina.

Por esse motivo, resolvemos compartilhar aqui o melhor do Ushuaia, para você planejar e curtir a capital da Terra do Fogo:

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Ushuaia (se pronuncia Ussuaia) fica aos pés dos Andes e na beira do Canal Beagle, que divide o Chile e a Argentina. Apesar de ser um lugar para visitar o ano todo, quem pensa em Ushuaia imagina que a cidade seja ainda mais frequentada no inverno – ainda mais que a região tem neve de qualidade em uma longa temporada, quando comparada a outros destinos de esqui, por exemplo.

Porém, a melhor época do ano para se visitar Ushuaia é durante o verão (SIM, acredite). Os dias são mais extensos, por ter mais horas de sol, e são menos gelados, o que deixa o clima bem agradável para fazer o passeio pelo Parque Nacional Tierra del Fuego ou para ver os pinguins, famosos por lá, na Ilha Martillo. Porém, como bons adoradores das temperaturas baixas, achamos que o destino combina – e muito – com o inverno.

Foto Pixabay

Foto: Pixabay

# Quando ir

Mas se você gosta de frio, não hesite: vá para Ushuaia no inverno. Esse é a melhor época para quem quer esquiar e fazer atividades na neve – ela é garantida do fim de junho ao fim de setembro.

# Hospedagem

Segunda dica: hospede-se no cerro, em um lugar com uma vista linda da cidade. A melhor opção dentro deste cenário é o Arakur hotel, o melhor da região – aquele que conta com uma piscina linda com borda infinita, que você já deve ter visto fotos.

O hotel é membro da Leading Hotels of the World e fica a  20 minutos da estação Cerro Castor. Agora, se você quer ficar no centro, opte pelo Albatroz Hotel, também um excelente hotel, localizado perto das pistas de esqui e a 15 minutos a pé da Praça 25 de Mayo e Parque Yatana.

Foto FreeImages

Foto: FreeImages

# Gastronomia

Importante: prove o melhor da gastronomia local. Não deixe de comer um polvo (ou outro frutos do mar de qualidade) no Restaurante Kaupé, um dos mais badalados de Ushuaia e um dos melhores da Argentina. Também saboreie o Centolla (uma espécie de Caranguejo gigante muito conhecido no lugar) do Restaurante Volver, super tradicional e cheio de história, instalado em um casarão de 1896 às margens do Canal de Beagle.

Outro clássico que não pode faltar na lista é o Cordeiro Patagônico, uma especialidade popular no churrasco argentino e que você precisa ter paciência para experimentar. A principal característica do prato é o longo tempo de cozimento: são quase sete horas!

A delícia é servida no restaurante Casimiro Biguá (muito bem qualificado, com ótimo ambiente) ou no Bodegon Fueguino, lugar mais informal e bagunçado, mas com uma excelente comida também.

Para encerrar, o Ramos Generales não pode faltar na sua lista. É o melhor lugar para apreciar uma sobremesa local, com um bom cafezinho.

Esse é um dos pontos mais singulares para se comer em Ushuaia, um estabelecimento que mistura um pouco de padaria, restaurante, doceria, vinoteca e museu. Ao longo do balcão de madeira do salão principal estão expostos alguns produtos vendidos por lá, entre eles merengues de pinguins e tortas com frutas patagônicas. Além de chás, cafés, salgados e uma lista extensa de vinhos. Uma baita experiência gastronômica!

# O que fazer

A última dica é: explore a região! O Cerro Castor, a principal estação de esqui, fica a cerca de 26 km do centro e que conta com 31 pistas para todos os níveis de praticantes, quatro magic carpets, snowpark entre outras aventuras na neve.

Photo by Sander Crombach on Unsplash

Photo by Sander Crombach on Unsplash

Mas além de esquiar, aproveite para fazer outros passeios que também são imperdíveis.

Uma volta de barco (existem milhares na região) para o Glaciar Martiallocalizado no Cerro Martial, é uma boa opção. Você também pode visitar o Museu do Fim do Mundo, que reúne um pouquinho da história da cidade, do povo Yámana e dos animais que habitam essa região.

Também não deixe de caminhar pela orla do Canal Beagle, onde você poderá admirar a Cordilheira dos Andes e o Porto de Ushuaia.

E, se quiser viver mais profundamente um pouco da história do loca, embarque no Trem do Fim do Mundo. Ele foi construído em Ushuaia para transportar os presos até onde hoje está o Parque Nacional Tierra del Fuego. Esse é outro passeio bacana com diversas opções de trilhas.

Foto Pixabay

Foto: Pixabay

Leia mais:
:: 20 destinos que são tendência para viagens em 2018
:: 6 destinos para renovar as energias em 2018
:: 7 dicas para looks cheios de estilo e conforto para viajar

Leia mais
Comente

Hot no Donna