O que tirar e o que manter no armário para 2015 ? | Ana Clara Garmendia

Vou fazer um batidão nessas próximas três semanas. Dos últimos oito anos, 2014 pode ser considerado como o mais incerto e desgastante que a moda viveu. As fórmulas não se renovaram. Foi o ano do copie-cole total. Mas tudo bem. Aprendemos.

Para estar na vanguarda, o movimento que antecede a moda é simples: diga “não estou nem aí” e vá em frente. De qualquer jeito. Do jeito que dá. No compasso, numa atitude de revolta com aquilo que é pulverizado por todos os cantos.

Outras colunas #DiretoDeParis
:: O look para Natal e Ano Novo? Aquele com que você se sente bem
::  Ou tudo ou nada: é o fim do meio termo na moda
:: Nós Vs. elas: as diferenças na moda e no estilo de vida de brasileiras e gringas

Os looks do dia tomaram conta da moda real, fantasiados de moda de verdade quando, na verdade, não são mais que modas impostas. Não é complexo. É simplório até. Mas tudo bem também. Teve gente que se deslumbrou e foi feliz com isso e outros que se rebelaram com a chatice dos milhares de posts com sapatos “deusos” e looks “musos”. Uma certa ofensa a nossa língua, mas quem se importa com isso? Eu!

A piscina de ideias se esvaziou e tenho certeza que 2015 trará momentos melhores. Para dar uma esperança, alguns indicativos: a volta de John Galliano aos desfiles de Paris como diretor criativo da Maison Martin Margiela é uma dos mais fortes. Ele vai colocar as garras de fora novamente. Espero. Preparadas para fazer a sua limpa mental no que pode ser esquecido e para anotar o que fica certamente como bom modismo? Vamos lá, baby. Avança comigo que eu garanto. Bisous!

Pode jogar no baú

Do simpático e colorido look, eu esqueceria os saltos altos demais. Impossível viver com eles. Já está comprovado. Caminha-se feio. As cores estridentes também podem ir para o acervo por um tempo. Deixe-as lá. Já os comprimentos cropped e mídi ficam. Certeza. Relembre os anos 60.

DONNA19DEZF1

 

Para guardar com amor

Um dos melhores looks do ano. Conjunto saia e blusa em couro preto. O detalhe do cinto dourado e o cabelo puxado é luxo puro.

DONNA19DEZF2

 

Gol de placa

A parisiense Caroline de Maigret marcou 2014 com um livro banal sobre o estilo de vida das parisienses. How to be a Parisian wherever you are é um besteirol que faz sucesso por simplesmente mostrar que o desleixo da parisiense é o segredo do charme que elas têm. Bem, mas até que nem tão desleixadas assim se, no caso de Caroline, anda vestida de Chanel da cabeça aos pés. Fácil não?

01tftgarmendia19122914_al

 

Para cultivar paixões, veja ou reveja:

 

Escute:

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna