Piangers: Folga do trabalho

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Deixa eu contar uma coisa pra vocês. Sempre trabalhei muito e sempre viajei a trabalho. Quando minha esposa reclamava da minha ausência, eu dizia que era pra pagar contas, mas na verdade não era. Eu gostava de estar sendo produtivo, de estar realizando sonhos que tinha quando era criança e pagar as contas era um efeito colateral que servia como ótima desculpa pra estar mergulhado no trabalho.

Sempre dizia pra minha esposa: “Você não sabe como é sortuda. Pode passar o dia em casa. Isso é uma bênção!”. Ela me dizia que não, que de manhã e de noite cuidava das meninas e naquele tempinho da tarde só conseguia organizar quase nada na casa e “puf!”, acabava o dia, era escuro e as meninas estavam na porta berrando. Eu dizia: “Quem me dera ter a tarde livre!”. Ela dizia: “Um dia você vai ver!”. E um dia eu vi.

Tirei este último mês pra passar mais tempo em casa. Minha esposa está realizando um curso de idiomas onde imigrantes africanos são professores de francês. Algo maravilhoso, procure na internet. Então, passo as manhãs e as noites com as meninas, realizando meu sonho de pai. Como tenho a política de não trabalhar enquanto estou com elas, celular e computador ficam desligados. Quando as deixo na van e olho pro telefone, são centenas de mensagens. Respondo uma ou duas, tomo um copo de água e “dim dom!”, toca a campainha. São as meninas voltando da escola! Não dá tempo de fazer nada!

A vida de um cuidador de crianças é tremendamente atribulada com discussões incessantes a respeito de que roupa usar ou da necessidade de comer só mais uma colherada de arroz com feijão. Nos milésimos de segundos restantes você consegue fazer as necessidades fisiológicas e, de repente, recomeça tudo de novo. Passei a desenvolver a maior admiração pela minha esposa. Como ela consegue? Como vocês, mulheres, conseguem? Como conseguem as mulheres que cuidam dos filhos e trabalham? Como conseguem as mães sem marido que pagam todas as contas e cuidam dos filhos? Essas mulheres conseguem fazer xixi? Me parece improvável.

Você, que está trabalhando e acha que sua mulher é uma sortuda por ficar em casa, pense de novo. Quem está de folga é você.

Outras colunas do Piangers
:: Piangers: O bebê que nunca para de chorar
:: Piangers: Por que não temos babá
:: Piangers: Nunca vamos ficar ricos

Leia mais
Comente

Hot no Donna