Planeja casar fora da igreja? Saiba como escolher quem vai celebrar a cerimônia

Foto: Leandro Reis
Foto: Leandro Reis

O discurso durante a cerimônia de casamento ilustra a história do casal, contagia os convidados com o amor dos noivos, celebra a união, lembra a todos o motivo dos noivos estarem ali juntando as escovas. Seja no religioso ou não, os celebrantes de casamentos tem uma grande responsabilidade.

Não existem regras. Fora da igreja, o casal pode convidar pastores, rabinos, diáconos, juiz de paz, os pais, os melhores amigos, os padrinhos, ou até mesmo contratar um profissional para esse momento.

Quer convidar os pais?
Pense que esse dia é tão importante para como quanto para você. É um dia emocionante, e se eles forem pais emotivos será difícil controlar os sentimentos. Além disso, pais tendem a trazer um tom mais sério ao discurso, o que não é um problema, mas talvez não explorem histórias cômicas do casal.

E os amigos ou padrinhos?
É importante prestar atenção a três pontos: timidez, oratória e o quanto essa pessoa conhece a história do casal. Se for o caso, é interessante ter um amigo (a) ou padrinho (a) do lado da noiva e outro do noivo na hora do discurso. Essa pode ser a escolha certa se os noivos desejam um discurso mais descontraído e recheado de histórias bacanas do casal que possivelmente só os essas pessoas saibam.

Avalie! Os noivos podem optar por ter os pais e os padrinhos fazendo o discurso. Apenas, peça para não ser um discurso muito longo, pois pode-se perder atmosfera desejada pelo casal.

Atenção! Consulte o passo a passo no cartório para verificar como a cerimônia realizada com parentes pode ter efeitos civis.

Foto: Yuri Sandenberg e Aninha Monteiro

Foto: Yuri Sandenberg e Aninha Monteiro

Prefere contratar alguém?
Sem problemas! Existem várias pessoas especializadas para tornar esse momento único. É preciso se informar, caso os noivos não sejam casados no cartório, se o celebrante de casamento contratdo possui autorização para realizar uma cerimonia que tenham efeitos civis.

Confira abaixo algumas dicas que selecionei com ajuda da celebrante de casamento Nicole Nazer.

  • Conheça seu celebrante pessoalmente. Empatia é o fator decisivo.
  • Entenda o processo de criação do texto. Veja se é genérico ou original.
  • Compreenda se o estilo do contratado são discursos laicos, humanistas, ou ecumênico.
  • Veja se o celebrante menciona ou não a filosofia/essência de vida do casal. Você não vai querer ouvir algo que não concorde nesse momento.
  • Conte tudo sobre vocês. Conte sobre suas crenças, filosofia de vida, expectativas para a celebração, histórias engraçadas e divertidas, momentos importantes que passaram juntos.
  • Não importa de que maneira, mas torne o celebrante seu amigo. O diálogo é fundamental para um discurso de sucesso e lágrimas. #preparaolenço
  • Se possível, veja uma cerimônia realizada pelo celebrante. Preste atenção na dicção, oratória, em como ele ou ela conduz o texto e no astral que traz ao momento.
  • Não existe uma regra para o tempo de duração, mas combine para que não seja muito longa, assim os convidados não irão se distrair.
  • As celebrações podem ter a participação dos pais, padrinhos e até de todos os convidados. Tudo é permitido!

Leia também:

Inspirações de penteados para as madrinhas de casamento
Chá de panela, chá-bar, ou chá de lingerie: qual é a sua cara?
Faça você mesma: 5 ideias que você pode fazer para seu casamento

Leia mais
Comente

Hot no Donna