Defina seu plano de carreira em três passos e chegue aonde deseja

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Escolha cinco amigos e converse com eles sobre carreira. Suspeito que todos (ou a maioria, ao menos) vão ter um desejo em comum: mudança. Alguns querem trocar de empresa, outros querem mudar o patamar de remuneração, uns buscam mudar de área e há quem nem saiba direito o que quer. O ponto é que mudanças bem-sucedidas exigem planejamento, além de persistência e dedicação.

É o seu caso? Então, saiba por onde começar:

Foto: Pexels

Foto: Pexels

Primeiro passo: descubra em que direção seguir

Antes de tudo, você precisa saber que direção seguir. Para isso, é fundamental entender quais são os nossos pilares de carreira, ou seja, aquilo que nos dá sustentação, que valorizamos e, como consequência, nos gera mais bem-estar e realização.

Há um teste conhecido como roda dos motivadores, que inclui 10 itens na lista: remuneração, oportunidade de crescimento, promoção de aprendizado, reconhecimento, horário de descanso/horário de trabalho, clima do ambiente de trabalho, relação com companheiros/subordinados, relação com chefia, função e empresa.

Ter claro qual o peso de cada um desses itens é fundamental para acertar no plano de carreira. O que não falta são exemplos de pessoas que mudaram de empresa ou área e passaram a se sentir mais infelizes do que antes. É preciso buscar clareza e entender o que desejamos para valer se é dinheiro, qualidade de vida, aprendizado e por aí vai…

Foto: Pexels

Foto: Pexels

Passo 2: estabeleça um prazo

Quando a nova condição almejada deve ser alcançada? Em um ano? Três meses? O processo de mudança na carreira costuma gerar muita ansiedade e independentemente da nossa pressa, precisamos dar tempo ao tempo, é a chamada maturação.

Por isso, gosto da ideia de começar a “semear” e planejar antes daquela sensação de estar com a corda no pescoço, só assim damos tempo para o tempo fazer a sua parte. Esse é o segundo passo para o plano de carreira: Definir em quanto tempo pretende alcançar aquele objetivo.

Foto: Pexels

Foto: Pexels

Passo 3: tente de novo e de novo

Na execução do plano haverá dias bons e haverá dias ruins, depois de iniciar o plano o segredo é manter-se constante e continuar tentando fazê-lo dar certo. Mudar de carreira, de área, aumentar a remuneração ou até descobrir o que realmente quer fazer dá trabalho, continuar tentando é a saída.

E para chegar lá ainda tem um ingrediente principal. Psicóloga de Stanford e autora do livro Mindset, Carol Dweck lembra a história da lebre talentosa, mas leviana, e a tartaruga vagarosa, mas persistente. A mensagem é que a lentidão e a constância vencem a corrida. O mesmo serve para mudanças na carreira: iniciar o plano não é problema, mas ter constância é o desafio da maioria.

Leia mais:
:: Quantas vezes você interrompe suas tarefas para checar o celular? Veja o que mais atrapalha sua concentração
:: Acordar cedo vale a pena: veja seis dicas para fazer seu dia render mais
:: Pequenos detalhes com grandes resultados: conheça o “nudge”, um empurrãozinho para a escolha certa

Leia mais
Comente

Hot no Donna