YouTube Black Brasil: evento reuniu os maiores influenciadores negros da plataforma

Foto: Reprodução/Instagram @natalyneri
Foto: Reprodução/Instagram @natalyneri

A programação de novembro é intensa no Brasil. Nesse mês, no dia 20 é comemorado o Dia da Consciência Negra. Esse dia foi escolhido há 14 anos por se tratar da data de morte de Zumbi dos Palmares, o líder de um dos maiores quilombos brasileiros no período colonial, o Quilombo dos Palmares. É uma data para reflexão sobre a vida, história, representatividade, sociedade e religião negra.

Nesse último final de semana, o Youtube Brasil promoveu o “Youtube Negro” ou “Youtube Black Brasil” no seu espaço no Rio de Janeiro, um reunião dos maiores influenciadores negros e brasileiros dessa plataforma com colaborações em vídeos, conversas, palestras e ligações diretas com os responsáveis pelo site no Brasil. Entre esses youtubers estavam Tia Má e Nátali Nery. A presença de Elza Soares foi um dos momentos marcantes do evento.

Uma das convidadas , protagonista em um dos maiores canais de mulher negra no Brasil, com mais de 450 mil inscritos, é a dançarina gaúcha Ramana Borba, de 16 anos, que recentemente gravou clipe com a Iza, cantora brasileira em ascensão. Com seu carisma e talento mostra coreografias em seu canal e também tem conteúdo de empoderamento.

“A dança é a linguagem escondida da alma “ ❤️ #dance #dancelife #youtuber #ramanaborba 📸: @meuwebdesigner

Foto: Reprodução/Instagram @ramanaborba

Conversei com a Ramana após o evento. Confira:

O que você destaca do YouTube Black Brasil?
Ramana – A proposta do evento já é grande um destaque, foi ótimo para unir vários influenciadores negros para debater a plataforma e questionar a razão de não serem destaque no site. Foi incrível ser convidada e ouvir histórias inspiradoras.

Como é ser uma gaúcha em um evento com maioria de participantes negros de fora do Sul?
Ramana – 
Acredito que fui representar negras gaúchas. Sei o quão difícil foi me identificar como negra em um local com pouca referência. Ser negra, empoderada e gaúcha é complicado, aprendi a me aceitar e me amar com o tempo.

O YouTube caprichou nos convidados, né? Quais inspirações você encontrou por lá?
Ramana – Muita inspiração! Foi um prazer ver quem me influência tanto como Nátaly Neri, Gabi Oliveira, Tia Má, Nina Gabriella e também conhecer pessoas como Muro Pequeno, Ph Côrtes.

Você acha que a plataforma do YouTube está pronta para agregar tanto conteúdo político negro na internet?
Ramana – Será que as pessoas estão prontas para ouvir? Acho que já foi conquistado muita coisa, mas espero mudanças e melhoras da plataforma para maior destaque de youtubers negros.

Quais os pontos principais do evento?
Ramana: A questão de ser negro no Youtube. Da criação de estereótipos que nós só podemos falar de racismo, mas não somos resumidos a esse tema. Há muita diversidade de conteúdo e isso foi bastante discutido.

Veja a entrevista de Ramana com Iza sobre empoderamento e representatividade:

Todo material produzido nesses dias serão liberados no dia 20, próxima segunda-feira. Mas antes mesmo de assistir tudo dá para perceber que o YouTube apoiará muito mais os criadores negros e que teremos mudanças. É lindo de ver o números de negros na plataforma aumentando e com conteúdo de qualidade, só precisa de um “empurrãozinho” para que esses produtos cheguem cada vez mais para o grande público.

Leia também
:: Não é “morena”, não! Por que você não deve ter medo de chamar uma pessoa negra de negra
:: 10 cabelos de Beyoncé para inspirar as cacheadas, crespas e lisas também

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna