3 motivos por que Game of Thrones se tornou uma série #girlpower

Game of Thrones é uma série de disputa pelo poder, artimanhas políticas e sangrentas batalhas entre exércitos e… com cada vez mais mulheres no comando. Sim, a sexta temporada – encerrada no domingo (26) na HBO – deu uma virada completamente #GirlPower: as mulheres estão no comando, e a disputa final pelo trono de ferro será feminina. A trama, até então marcada por excesso de violência e nudez feminina, suscita debates depois dos recentes episódios exibidos.

Leia também
:: #DonnaRetrô: 2015, o ano do empoderamento e das hashtags feministas

ATENÇÃO, SE VOCÊ NÃO QUER VER SPOILERS
DA ÚLTIMA TEMPORADA, PARE A LEITURA AGORA

Spoiler-Alert

1) Só dá elas na batalha pelo trono de ferro

No início do seriado, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke, foto acima) foi entregue em casamento pelo irmão ao líder de um clã bárbaro e parecia destinada a ser moeda de troca no jogo político dos sete reinos. Mas virou a mãe dos dragões e a rainha de diferentes povos e agora está pronta para conquistar o trono de ferro.
No seu caminho, está Cersei Lannister (Lena Headey, foto abaixo) que exerceu o poder como poucas, levou uma rasteira, chegando a viver grandes humilhações. A trágica morte do filho caçula, contudo, a reconduziu ao posto de soberana de tudo e todos.

1
Mas Daenerys não estará sozinha no embate contra Cersey: entre as possíveis aliadas, estão as mulheres que comandam as casas Tyrel (foto abaixo) e Martel. Sim a onda feminina também chegou por lá. E mesmo a destronada Iara, das Ilhas de Ferro, já colocou suas armas e seus barcos à disposição da rainha dos dragões. E até algo mais, se Daenerys estiver a fim.

3

2) A volta por cima de Sansa Stark

Sansa (Sophie Turner, foto abaixo) parecia só mais uma garota maria-vai-com-as-outras. Depois de pensar que viveria um conto de fadas, se viu presa a um noivado com o sádico Rei Joffrey, depois com o tio dele, Tyrion, depois com o vilão dos vilões, Ramsay Bolton, que a violentou e humilhou repetidamente. Então, deu um basta: fugiu, assumiu uma postura mais agressiva, teve atuação decisiva na Batalha dos Bastardos e ainda deu fim a Bolton.

6

3) Arya Stark em plena forma

Como ela mesma disse: a menina não é mais ninguém, é Arya Stark (Maisie Williams, foto abaixo) e está mais disposta do que nunca a vingar sua família. Para o bem da narrativa, ela desistiu de se tomar parte de uma seita de assassinos de pessoas aleatórias e retomou sua própria lista de extermínio.

5

Leia também
:: 5 situações em que você é feminista sem saber
:: O caminho do feminismo de Simone de Beavouir até Beyoncé e Valesca Popozuda

Leia mais
Comente

Hot no Donna