Brasil levará 95 anos para alcançar igualdade de gênero

Foto: Pexels
Foto: Pexels

A igualdade de gênero ainda está distante no Brasil: serão necessários 95 anos para que homens e mulheres se equiparem social, política e economicamente. Essa é a constatação do Fórum Econômico Mundial, que divulga um relatório anual onde examina as diferenças de oportunidades para homens e mulheres em 144 países.

Quase um século para que homens e mulheres atinjam uma situação de plena igualdade no país, se as coisas continuarem no ritmo em que estão.

:: Em premiação, Jogadora de basquete pede mais igualdade de gênero no esporte
:: Kristen Bell escreve artigo sobre diferenças de gênero: “Por que ‘menininha’ é um adjetivo negativo?”

O relatório mostra que o desempenho das brasileiras em indicadores de saúde e educação é melhor que o dos homens, mas, quando se trata de representatividade política e paridade econômica, elas estão bem atrás. Ou seja, apesar da expectativa de vida mais alta (68 anos para elas contra 63 para eles) e de terem maior formação acadêmica, as mulheres ainda não têm grande representatividade na políticas nem os mesmos salários que os homens – mesmo desempenhando a mesma função.

O Brasil ficou na 79ª posição no ranking global de igualdade de gênero – em 2015, estava na 85ª posição. Entre as grandes economias do continente, o país é o pior colocado, atrás da Argentina (33º), México (66º) e Chile (70º). Ficou, porém, à frente do Uruguai (91º).

 

Veja mais
:: Aprenda a liderar: como o empoderamento ajuda a desenvolver habilidades de negociação em mulheres
:: Igualdade de gênero: movimento estimula escolas e pais a educar os meninos para não serem machistas

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna