Casais que têm a mesma renda ficam mais tempo juntos, afirma pesquisa

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Você tem a mesma renda que o seu parceiro? Já teve discussões por causa deste assunto? Os relacionamentos mudaram e hoje as mulheres têm conquistado ainda mais o seu espaço no mercado de trabalho. Se a renda for a mesma ou muito parecida entre um casal, a chance do casamento dar certo é bem maior e o risco de separação diminui, é o que mostra um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos.

Segundo o estudo, a igualdade de renda oferece aos casais mais estabilidade e deixou claro que quando o casal une suas economias a satisfação conjugal é muito maior. Para a psicóloga Marina Simas de Lima, O fenômeno social em que faz com que as pessoas escolham parceiros com as características socioeconômicas semelhantes se chama casamento seletivo.

– Hoje, as pessoas realmente procuram escolher parceiros (as) que tenham o mesmo nível de educação, de cultura e de renda para se casar. Isso não quer dizer que o amor não possa surgir entre pessoas com renda, gostos e nível educacional diferentes. Mas, com o passar do tempo, pode ser que essas diferenças comecem a pesar na dinâmica do casal e diminuir a satisfação com o relacionamento.

Os casais, na maioria dos casos, desejam prosperar, crescer profissionalmente e, consequentemente, querem ter uma renda similar, de acordo com a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo.

– Dinheiro é sinônimo de poder, então quem ganha mais, teoricamente, pode mais no casamento. Entretanto, isso é ruim e não deve fazer parte de uma relação saudável. Assim, rendas parecidas ou iguais também reduzem ou zeram esses conflitos conjugais – dizem Denise e Marina.

Foto: Pexels

Foto: Pexels

Para finalizar, as especialistas comentam que a relação que o casal estabelece com o dinheiro também é importante:

– Precisamos lembrar que o dinheiro é importante, mas não é o mais relevante dentro de uma relação. O dinheiro jamais será a base de um relacionamento verdadeiro. O aspecto econômico oferece conforto, ajuda a conquistar sonhos, mas somente um vínculo afetivo sólido dará a base para tais conquistas –concluem.

Leia mais:
:: #ÉRelacionamentoAbusivoQuando: mulheres usam hashtag para explicar o que é violência psicológica
:: Como os relacionamentos pessoais podem ditar o rumo da sua carreira
:: Relacionamentos: como detectar e a lidar com a Síndrome de Walt Disney

Leia mais
Comente

Hot no Donna