Caso Kesha opõe Demi Lovato e fãs de Taylor Swift

A repercussão do processo movido por Kesha contra o seu empresário opôs duas das principais divas do pop atual, as cantoras Taylor Swift e Demi Lovato. No centro da questão, está uma doação de US$ 250 mil de Taylor para Kesha, atitude criticada indiretamente por Demi.

:: Famosas “apanham” em campanha contra a violência doméstica
:: Assédio é comum nas universidades e a vítima não percebe a violência, aponta estudo

Tudo começou na sexta-feira, dia 19, quando uma audiência judicial na Suprema Corte de Nova York analisou o pedido de Kesha para desvincular a gestão da sua carreira do empresário e produtor Dr. Luke. A cantora alega ter sido drogada e violentada por Dr. Luke, o que a teria levado a problemas psicológicos e distúrbios alimentares. O empresário, por sua vez, alega que a cantora e sua mãe inventaram acusações para romper um contrato sem pagar multa.

(Reprodução/Twitter)

(Reprodução/Twitter)

Embora o veredicto ainda não tenha sido oficializado, o parecer do juiz (cujo nome não foi divulgado) foi desfavorável à quebra de contrato. Segundo o magistrado, o contrato é “típico dessa indústria” e teria sido “amplamente negocionado”. O juiz destacou ainda que Dr. Luke já teria investido US$ 60 milhões na carreira de Kesha. Com a negativa judicial, Kesha só pode lançar material inédito se gerenciada por Dr. Luke, com as devidas participações nos lucros.

Taylor decidiu demonstrar seu apoio à Kesha com uma doação em dinheiro

Taylor decidiu demonstrar seu apoio à Kesha com uma doação em dinheiro

O episódio – turbinado pela repercussão da imagem da cantora aos prantos, na saída do tribunal – causou comoção e solidariedade no mundo pop. Conforme a hashtag #FreeKesha se espalhou, artistas como Lady Gaga, Ariana Grande, Lorde, Lily Allen e Kelly Clarkson manifestaram solidariedade a Kesha. Taylor Swift, por sua vez, doou US$ 250 mil à cantora, informação confirmada pela mãe de Kesha via twitter:

(Reprodução/Twitter)

(Reprodução/Twitter)

“Taylor generosamente doou 250.000 a Kesha como uma declaração de apoio. Incrível. A riqueza de uma pessoa não é mensurada em quanto ela tem, mas quem ela ajuda e Taylor Swift é uma PESSOA RICA.”

A polêmica começou quando Demi Lovato, que já havia se manifestado em prol de Kesha, disparou o seguinte tuíte horas depois:

“Leve algo ao Capitólio ou de fato fale publicamente algo sobre o assunto e então eu ficarei impressionada.”

demi

Demi pareceu bastante incomodada com a “polêmica”

A declaração foi encarada como uma indireta a Taylor, e uma crítica pelo silêncio da cantora a respeito de causas feministas. Após uma enxurrada de críticas, Demi se manifestou novamente em um comentário no perfil de Instagram Proud of Swift, gerenciado por fãs de Taylor:

“Não há rivalidade (entre ela e Taylor), eu só me importo mais com pessoas que preferem começar um diálogo SOBRE MULHERES VINDO A PÚBLICO SOBRE TEREM SIDO ESTUPRADAS do que jogar dinheiro em uma pessoa. Eu não apontei o dedo para Taylor. Se vocês quiserem ver dessa forma, tudo bem. Só estou cansada de ver mulheres usando ’empoderamento feminino’ e ‘feminismo’ para futuros ganhos sem necessariamente serem as pessoas que terão as conversas desconfortáveis sobre o assunto.”

Demi Lovato e Taylor Swift foram duas das estrelas mais comentadas do Grammy 2016, na semana passada. Taylor Swift venceu o prêmio de “Álbum do ano” por 1989. Já Demi chamou a atenção pela interpretação de Hello, em homenagem a Lionel Richie, durante a premiação.

Leia mais
Comente

Hot no Donna