Cinco momentos em que as mulheres não deixaram passar atitudes machistas na TV

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A internet está em chamas desde o final da tarde de ontem, quando caiu na rede o vídeo da apresentadora Titi Müller denunciando ao vivo machismo nas letras do israelense Asaf Borgore, que se apresentava no festival Lollapalooza, em São Paulo.

Ao vivo no canal Bis (veja o vídeo), Titi disse que as letras do israelense são “machistas, misóginas e babacas”. Mais tarde, no Twitter, reafirmou o que disse no ar. “E falei foi pouco”, escreveu a apresentadora nas redes sociais.

Fizemos uma seleção deste e de mais quatro momentos em que apresentadoras e personalidades brasileiras lacraram ao denunciar ou rebater atitudes machistas na TV. Clique nos vídeos para relembrar.

MASTERCHEF BRASIL

Ao anunciar qual das competidoras iria para a final da terceira temporada do programa, Erick Jacquin quis elogiar as competidoras Raquel e Bruna, mas acabou reproduzindo uma frase machista ao dizer que, devido aos dotes gastronômicos, ambas estavam prontas para casar.

— Vocês são as duas cozinheiras mais talentosas que já passaram pelo MasterChef. As duas estão prontas para casar — disse Jacquin.

A réplica da jurada Paola Carosella aconteceu imediatamente:

— Por que para casar? Elas estão prontas para comandar um restaurante estrelado — afirmou.

O vídeo com viralizou nas redes sociais.

FANTÁSTICO

Ao entrevistar o cantor Bon Jovi, a atriz Bruna Lombardi teve de escutar do popstar que ele “gastaria uma grana” para fazê-la feliz.
A resposta de Bruna viralizou anos depois, nas redes sociais:
— Você está brincando? Dinheiro não me faz feliz. Eu tenho dinheiro suficiente, não preciso de dinheiro de homem nenhum.

ALTAS HORAS

Em uma participação no programa Altas Horas, a cantora Pitty precisou ser bem direta ao argumentar com um participante que lhe fez uma pergunta. Ele disse que, se tivesse namorada, a menina não poderia sair com amigos, “porque mulher é pra ficar em casa”.
— É por isso que você não tem namorada, amigo! — disse Pitty.

PROGRAMA DO JÔ

A youtuber Jout Jout passou por momentos constrangedores na cadeira de entrevistada de Jô Soares. Após explicar o vídeo Não tira o batom vermelho, que fala sobre relacionamentos abusivos nos quais o parceiro não deixa a mulher usar essa cor de batom, o apresentador perguntou:
— Mas não tem nenhuma que esteja realmente com cara de puta? — perguntou Jô.
— O que é ter cara de puta, não é mesmo? O que você diria que é ter cara de puta? Acho que você não fala isso — retrucou Jout Jout.
A entrevista repercutiu nas redes sociais, denunciando a atitude machista do apresentador.

TRANSMISSÃO DO LOLLAPALOOZA

A apresentadora Titi Müller quebrou a internet ao chamar a atenção para o machismo das letras do DJ, produtor e compositor israelense Asaf Borgore ao vivo no Canal BIS, da Globosat.

— O Borgore é um dos produtores mais polêmicos da atualidade. Ele nasceu em Israel e foi alçado à fama por vários hits e remixes de sucesso. Mas o lance é que as letras compostas por ele, extremamente machistas, misóginas e babacas, foram ganhando visibilidade e, obviamente, muitas críticas — afirmou Titi.

Leia mais
:: Projeto em quadrinhos denuncia o machismo do dia a dia na internet
:: Não são só as mulheres: pesquisa mostra que homens também sofrem com machismo
:: Pesquisa da ONU Mulheres aponta que 81% dos homens consideram o Brasil um país machista

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna