Curitiba pode ser a primeira capital brasileira a multar as cantadas de rua

A cidade de Curitiba pode ser a primeira no Brasil a contar com uma lei que multa quem assediar verbal ou fisicamente mulheres na rua. A proposta chegou à Câmara Municipal da capital do Paraná através de uma proposta de lei da vereadora Maria Letícia, do Partido Verde.

Assim como em Buenos Aires, na Argentina, quem for pego “cantando” ou perturbando mulheres, com gestos ou palavras, poderá levar uma multa de R$ 280 e ainda ser condenado a programas de reeducação. Para casos de reincidência, a proposta estipula uma multa ainda maior, de aproximadamente R$ 930.

– O famoso ‘fiu fiu‘ em locais públicos e outras cantadas não são elogios. Tratam-se de uma forma de assédio sexual que passa despercebida, uma vez que está travestida de ‘flerte‘ –, disse a vereadora em entrevista ao G1 Paraná.

Leia também
:: Movimento Vamos Juntas? lança abaixo-assinado pedindo lei para punir assédio nas ruas do Brasil
:: #opinião Dos oito aos 80: Marcha das Mulheres conectou gerações

:: Uma vítima a cada uma hora e meia: feminícidio é um dos grandes problemas do Brasil
:: Sem ódio! Movimento americano lança filme sobre o preconceito contra o próprio corpo

Pexels, reprodução

Pexels, reprodução

Para o registro dos assédio, além da Guarda Municipal, serão também ativadas e checadas câmeras de segurança espalhadas pela cidade. Na lista de atos condenáveis estão abordagens intimidadoras, exibicionismo, masturbação, perseguição e uso de palavras impróprias para denegrir ou constranger a vítimas. Por conta da agenda da Câmara, o projeto ainda não tem data prevista para ser votado.

– Não é admissível que em pleno século 21 as mulheres ainda sejam tratadas como objeto e pior, com a conivência e omissão da sociedade e do poder público –, acrescentou a vereadora.

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna