Depois de “Frozen”, possível casal de lésbicas em “Procurando Dory” gera polêmica

(Reprodução/Youtube)
(Reprodução/Youtube)

Recentemente, uma campanha nas redes sociais para que Elsa, da animação Frozen, fosse lésbica deixou muitas pessoas descontentes. Desta vez, uma nova polêmica reacendeu o debate sobre personagens LGBT em filmes infantis. O trailer do aguardado Procurando Dory traz duas mulheres e um bebê, dando a entender que trata-se de um casal de lésbicas. Esta seria a primeira vez que a Disney colocaria personagens abertamente homossexuais em uma produção.

:: Dubladora de Elsa apoia a campanha para dar uma namorada à princesa de Frozen: “Acho ótimo!”
:: Universo Star Wars terá primeiro personagem gay

O trailer de pouco mais dois minutos do filme, que é uma sequência do sucesso Procurando Nemo, traz uma única cena em que o casal de mulheres aparece, mas foi o suficiente para gerar polêmica. Logo após a divulgação do vídeo, que já tem mais de três milhões de visualizações, usuários chegaram a propôr um boicote ao filme. A Disney ainda não se pronunciou sobre o assunto. Assista:

Originalmente, Dory é dublada pela apresentadora Ellen DeGeneres, que abertamente lésbica. Na versão brasileira do trailer, a cena com as duas mulheres foi cortada:

Nos Estados Unidos, uma série de campanhas tem pedido às grandes produtoras de cinema mais personagens gays. Usando a hashtag #GivaElsaAGirlfriend (“Dê uma namorada para a Elsa”, em português), internautas querem encorajar a Disney a apresentar a rainhas de Frozen como lésbica na continuação da animação. A hashtag teve mais de 100 mil tuítes. Em contrapartida, mais de 240 mil pessoas assinaram uma petição para que a personagem ganhasse um “príncipe encantado”.

Procurando Dory chega aos cinemas do Brasil em 30 de Junho de 2016.

dory

O que você acha disso?

Leia mais
Comente

Hot no Donna