Vencedora do Oscar de Melhor Atriz, Brie Larson relata que já foi vítima de sexismo em Hollywood

(Jason Merritt/Getty Images/AFP)
(Jason Merritt/Getty Images/AFP)

A atriz americana Brie Larson teve muito o que comemorar no último domingo, quando levou para casa a estatueta do Oscar de Melhor Atriz pela atuação no filme “O Quarto de Jack”. No entanto, na sala de imprensa, logo depois da cerimônia, ela aproveitou para compartilhar sua própria experiência com a cultura sexista do cinema em Hollywood. As informações são do site Refinery29.

Um dos repórteres questionou Brie sobre como ela havia aprendido a se defender enquanto mulher, ao que a atriz, prontamente, respondeu:

— Houve muitas vezes em que fui em alguma audição e o diretor de elenco disse: “Você foi ótima! Nós adoramos o que você fez, mas adoraríamos que você voltasse com uma minissaia jeans e salto alto.

:: Emma Watson fará pausa na carreira para se dedicar ao feminismo
:: As primeiras vozes do feminismo: a história do grupo que lutou pelo voto das mulheres

A pergunta foi feita porque, no longa, Brie vive o papel de uma vítima de sequestro e abuso sexual, que é confinada em um quarto. No cativeiro, ela tem um filho, Jack, e aí a história se desenrola. Como não vamos dar spoilers, você pode assistir ao trailer:

Ainda na coletiva, a atriz explicou que momentos como o que viveu em testes de elenco foram difíceis em sua carreira. O que dificultava era a dúvida de Brie: aceitar ou não pedidos como esse. O que ela fez?

— Não há nenhuma razão para eu me apresentar vestindo uma minissaia jeans e salto porque ele (o diretor de elenco) queria criar uma fantasia.

E continuou:

— Eu, pessoalmente, não aceito esse tipo de coisa. Isso sempre fez com que eu me sentisse péssima porque eles estavam me pedindo para usar essas roupas para ser sexy, mas uma minissaia e salto não fazem com que eu me sinta sexy. Isso me faz sentir desconfortável.

Tudo sobre o Oscar 2016
:: Escolhemos os musos do tapete vermelho! Vem ver!
:: Os melhores e piores vestidos de todos os tempos do Oscar
:: 7 coisas que você não sabia sobre o tapete vermelho
:: Figurino do filme “Carol” revive o glamour e o cotidiano da década de 1950

Aliás, a atriz fez de situações como essa, uma espécie de lição pessoal para aprender a enfrentar investidas do tipo. No que depender de Brie, não vamos vê-la em papéis de mulheres sensuais, que sejam objeto de desejo.

— Eu quero tentar representar mulheres que eu conheço, mulheres que eu entendo, mulheres complicadas, mulheres que estão dentro de mim. Isso se tornou a minha missão — concluiu a americana.

Oscar merecido, Brie.

Oscar merecido, Brie.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna