Dia dos Solteiros: listamos o lado bom e o ruim de não estar em um relacionamento

Nesta segunda-feira, 15 de agosto, é o Dia do Solteiro e, ao contrário do Dia dos Namorados, essa data passa quase em branco. Afinal, existe algo a se comemorar no fato de não estar em um relacionamento? Claro que sim! Conversamos com cinco mulheres que nos contaram o lado positivo – e o negativo – de ser solteira. Vem ver:

emm

Carol Teixeira, escritora e filósofa

A parte boa…

Adoro ser solteira, especialmente em fases como essa que estou, que tem rolado muita coisa profissionalmente – ou como no ano passado, em que precisei de paz para escrever meu livro. Porque meus amores nunca são tranquilos, sou como Vinicius de Moraes, não conheço a “calma no seio da paixão”. Como sou muito intensa, quando estou namorando fico muito envolvida na história, geralmente atrapalha meu foco e não consigo escrever etc. Então atualmente ando curtindo minha individualidade, ficar de pijama assistindo Netflix sozinha, escrever em cafés à tarde, ler quietinha e ir jantar com os amigos. Também gosto de não precisar dar satisfação e estar aberta para conhecer pessoas novas, experimentar.

E a ruim:

O lado ruim de não estar namorando? Não ter sexo (com intimidade) todo dia.

kkk

 

Ivanise Stein, dermopigmentadora

A parte boa…

A liberdade de fazer o que quiser e a hora que quiser, a oportunidade de conhecer mais pessoas, ter mais amizades. Posso resolver sair a qualquer hora e chegar tarde sem ter que dar satisfação ou causar uma briga.

E a ruim:

Ter alguém em quem possamos realmente confiar e fazer planos juntos

bott

 

Claudia Tajes, escritora e colunista de Donna

A parte boa…

Ter amigas e amigos que nunca te deixam sozinha. E fazer o que dá na telha, sem negociações e tratados – muitas vezes mais complexos que os da política

E a ruim:

A chegada da primavera, época do acasalamento das espécies

part

 

Laura Borges, publicitária e criadora do Fossa Fashion

A parte boa…

Acho que depende da pessoa. Tem quem dê muita satisfação para o parceiro ou que acabe vivendo a vida do outro. Nesse sentido, sempre fui tranquila, preservei a minha liberdade. Mas acho que o mais legal em ser solteira hoje é poder fazer o que quiser na hora que quiser. Por exemplo: quis ir para o Rio de Janeiro visitar uma amiga, simplesmente comprei uma passagem e fui, não precisei ficar esperando nada. As coisas acontecem mais naturalmente, dá para fazer o que se tem vontade. Não precisa depender de outras pessoas para fazer nada.

E a ruim:

Pode até ser clichê mas, para mim, o ruim são os momentos em que todo mundo está com alguém e você é a pessoa sozinha. Ou quando está frio, por exemplo, e todo mundo vai jantar ou fazer algum outro programinha de inverno e você não pode porque está sozinha.

ceu

 

Patrícia Bardemaker, assistente de vendas:

A parte boa…

Poder escolher fazer o que se gosta sem esperar a decisão do outro.

E a ruim:

A cobrança para ter um relacionamento.

teto

Leia mais
Comente

Hot no Donna