Entenda por que Angelina Jolie corre o risco de perder a guarda dos filhos para Brad Pitt

Foto: AFP
Foto: AFP

Angelina Jolie pode estar correndo o risco de perder a guarda dos seus seis filhos. De acordo com o site TMZ, o juiz responsável pelo divórcio da atriz e de Brad Pitt acredita que não seja saudável para as crianças que a mãe continue restringindo que o ex-marido veja e fale com elas. A partir das informações que se especulam sobre a situação do casal famoso, Donna conversou com uma advogada para entender a repercussão de casos como este na legislação brasileira.

Segundo o site de entretenimento, o juiz teria autorizado Brad Pitt a ligar e enviar mensagens para cada um dos seis filhos quando quiser, sem a supervisão da atriz. O relatório apresenta também um novo cronograma de custódia para o pai e os filhos, que aumentaria ao longo dos meses.

Foto: AFP

Foto: AFP

Brad estaria autorizado a ver seus filhos em Londres por 10 dias até meados de junho, onde ele poderia ficar com uma ou duas crianças de cada vez durante quatro horas por dia. No final do mês, a decisão concederia 10 horas por dia. Até meados de julho, o ator deveria buscar as crianças por 4 dias consecutivos. No final do mês, os filhos poderiam ficar com Pitt em Los Angeles por cerca de uma semana.

Após o anúncio da separação, os advogados de Angelina afirmaram que a decisão foi tomada “pelo bem da família”. Boatos apontariam para crises de nervosismo de Pitt e sinais de agressão contra os filhos. Investigado pelas autoridades, o ator foi inocentado.

Leia mais:
:: O que os especialistas pensam sobre a alienação parental
:: Angelina Jolie conta como cria as filhas inspirada no feminismo
:: Entrevista! Angelina Jolie: “Nunca esperei ser aquela que todo mundo compreende”

A advogada Gabriela Souza, do escritório Advocacia Para Mulheres, analisa que a perda de guarda de Angelina pode ter acontecido por alienação parental.

– A alienação é uma interferência psicológica por parte de um dos genitores (pai ou mãe) provocada na criança ou no adolescente –, explica. – Existem vários motivos para a alienação ocorrer, seja por dificultar o contato entre a criança e um dos pais, convivência familiar, por apresentar falsas alegações sobre o ex-cônjuge, mudar de residência sem aviso prévio, sinais de violência, entre outros – completa.

Foto: AFP

Foto: AFP

Para a advogada, é possível que essa tenha sido a justificativa para a decisão do juiz, considerando as especulações sobre violência envolvendo o nome do Brad Pitt.

– Quando há caso de violência, há contra-argumentação ou contra-ataque dessa pessoa se defendendo –, comenta Gabriela.

A lei da alienação parental deve proteger sempre a criança, porém, de acordo com Gabriela, o que se vê muitas vezes nos tribunais são “adultos usando o termo para se defender”, principalmente em casos que há violência doméstica envolvida. Existem casos que mães e pais chegam a perder a guarda dos filhos, como se está se especulando com Angelina Jolie, pela prática da alienação parental. Na lei brasileira, a perda da guarda deve ser o último recurso, de acordo com a advogada.

– Antes deste, existem diversas outras medidas de caráter pedagógico para que a família consiga se reestruturar, como acompanhamento psicológico, avaliação psicossocial de toda a família, entre outros – finaliza

Foto: AFP

Foto: AFP

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna