Entenda por que as atrizes vestiram preto no Globo de Ouro

Foto: AFP
Foto: AFP

Não deu outra, o preto total imperou na cerimônia do Globo de Ouro 2018. A escolha do look foi um protesto e uma demonstração de que as mulheres da indústria cinematográfica estão unidas em torno da campanha #TIMESUP, que combate o assédio sexual e discriminação no ambiente de trabalho.

– (O assédio) está no mundo militar, no congresso, em todas as partes. Queremos melhorar isso. Nos sentimos responsáveis em nos manifestar – disse Meryl Streep no tapete vermelho.

Meryl, Shonda Rhimes, Reese Witherspoon, Viola Davis, Emma Watson e a imensa maioria das mulheres presentes aderiram à iniciativa e ainda compareceram na cerimônia acompanhadas de ativistas do movimento feminista. O convite para que usassem preto veio em forma de uma carta aberta no jornal The New York Times assinada por dezenas de atrizes, como Alicia Vikander, Amy Schumer, Ashley Judd, Dakota Johnson, Emilia Clarke, Gwyneth Paltrow e Anne Hathaway, que mesmo doente em casa postou uma foto usando um vestido preto em apoio à causa.

Debra Messing, que concorreu por Will and Grace na categoria Melhor série – Musical ou Comédia, falou sobre seu look: “Estou de preto para agradecer e honrar todas as pessoas que vieram à frente para dizer o que têm passado. Visto preto em solidariedade às vítimas de assédio sexual e celebrar esse basta. Queremos mais diversidade, ganhar salários iguais”.

In Solidarity from my sick bed. #TIMESUP #WHYWEWEARBLACK #GoldenGlobes

Uma publicação compartilhada por Anne Hathaway (@annehathaway) em

No Instagram, perfil da campanha Time’s up explicava com informações contundentes sobre assédio e discriminação por que de usar preto na premiação: “Uma em cada três mulheres entre 18-34 anos já foi assediada sexualmente no trabalho. 71% dessas mulheres disseram que não ter denunciado”.

063_902348424

Emma Stone levou a ex-tenista consagrada Billie Jean King. Foto: AFP

063_902346486

Michelle Williams teve como acompanhante Tarana Burke, criadora do movimento #MeToo. Foto: AFP

063_902347790

Angelina Jolie surgiu ao lado da ativista Loung Ung. Foto: AFP

063_902368610

Meryl Streep estava acompanhada de Ai-jen Poo, diretora do National Domestic Workers. Foto: AFP

A cerimônia pontuada por discursos fortes e emocionantes foi mais um momento marcante da grande mobilização iniciada a partir das denúncias contra Harvey Weinstein, um dos produtores mais poderosos de Hollywood. Desde outubro, várias mulheres vieram a público denunciar abusos que culminaram nas redes no movimento #MeToo.

O manifesto vai além de Hollywood, a desigualdade de gênero em todas as áreas ganhou destaque e um fundo de defesa legal foi criado. A partir dos milhões arrecadados, será possível proporcionar apoio legal subsidiado a mulheres e homens que foram sexualmente assediados, agredidos ou abusados no seu local de trabalho.

Leia mais:
:: Atrizes como Cate Blanchett, Reese Witherspoon, Meryl Streep devem vestir preto no Globo de Ouro contra o assédio
:: As damas de preto! Quais foram os melhores looks do tapete vermelho do Globo de Ouro para as colunistas de Donna
:Oprah Winfrey e mais: veja os 6 discursos mais fortes contra o assédio no Globo de Ouro

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna