Meryl Streep fala sobre a diversidade no cinema: “Somos todos africanos”

(AFP / TOBIAS SCHWARZ)
(AFP / TOBIAS SCHWARZ)

Recentemente, a atriz Halle Berry, primeira negra a levar a estatueta de Melhor Atriz para a casa, falou sobre a polêmica da falta de espaço para negros em Hollywood depois do anúncio dos indicados ao Oscar. Nenhum concorrente às principais categorias da premiação era negro. Agora foi a vez da veterana Meryl Streep se pronunciar sobre o tema. A atriz, que é a primeira mulher a presidir o júri do Festival Internacional de Cinema de Berlim, esteve na coletiva de apresentação do evento nesta quinta-feira. Ela foi questionada se compreendia produções do mundo árabe e africano:

— Representei muitas pessoas diferentes de muitas culturas diferentes. Existe uma essência na humanidade que passa através de cada cultura, e afinal, nós viemos todos da África. Somos todos berlinenses, somos todos africanos, na verdade — respondeu.

:: 6 filmes feministas que toda mulher precisa assistir
:: “A única coisa que separa as mulheres negras de qualquer outra pessoa é oportunidade”, diz Viola Davis em discurso no Emmy

Meryl, que já foi indicada ao Oscar 19 vezes (tendo vencido três), contou que assistiu recentemente a uma produção jordaniana, Theeb, e ao filme Timbuktu, sobre uma guerra civil no Mali. Ainda na coletiva, ela falou sobre ter sido escolhida para presidir o júri de um dos festivais de cinema mais importantes do mundo.

— Eu estou muito empenhada na igualdade e inclusão de todos os géneros, raças, etnias e religiões. Devia haver inclusão e este júri é prova de que pelo menos as mulheres estão incluídas e, de facto, dominam este júri — pontuou.

 

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna