Mindfulness: veja como aplicar a técnica de meditação no seu dia a dia e ser mais produtiva

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Qual foi a última vez em que você passou pelo menos um minuto inteiro serena, sem se deixar levar por uma mensagem do WhatsApp, o alerta de e-mail novo na caixa, a novidade que alguém está contando ao seu lado, algum barulho do ambiente ou mesmo aquele pensamento que surge do nada, pedindo sua atenção?

Sim, estamos mais dispersivos, como garante Eduardo Elias Farah, instrutor de mindfulness que atende profissionais e organizações em busca de mais foco e concentração. Farah está lançando o livro Mindfulness para uma Vida Melhor, em que convida as pessoas a saírem do piloto automático e descobrirem os benefícios da atenção plena por meio da meditação, que vão desde uma melhora da administração do tempo ao exercício de viver o momento presente com mais intensidade.

Leia mais:
:: O segredo do sucesso: descubra o que pessoas bem-sucedidas fazem para se manter no topo
:: Como realizar seu sonho em apenas um mês, trabalhando uma hora por dia

– O primeiro impacto (de estarmos mais dispersivos) é ter dificuldade de saber o que é real e o que não é, de ter clareza das razões para fazer, ser e viver. Ficamos ainda mais distantes dos nossos bons valores, do nosso propósito, do que nos motiva de verdade. Isso provoca confusão mental e causa más decisões tanto na vida pessoal como no trabalho. Deixamos de aproveitar plenamente os momentos com as pessoas amadas. Deixamos de tomar a melhor decisão na empresa. Esquecemos de nos cuidar – afirma Farah.

Em entrevista à Revista Donna, ele mostra como o mindfulness pode ajudar você a ter uma vida melhor, a partir de situações do cotidiano.

Estamos mais dispersivos

“Estamos, sim, em um tempo muito mais dispersivo, pois nunca tivemos tantos estímulos para ativar e gerar pensamentos, tantos motivos para nos distrair do que é importante, do que nos faz feliz. Isso abre espaço para sentimentos negativos, como a angústia, a ansiedade, a falta de sentido, a ausência de conexão real conosco mesmos e com os outros. Pode parecer paradoxal, mas as mesmas ferramentas que podem nos conectar estão sendo usadas sem a devida atenção e clareza, o que gera mais isolamento e sofrimento.”

Foto: Pexels

Foto: Pexels

Mindfulness para iniciantes

“Ninguém precisa de nenhuma experiência prévia. Mindfulness é sobre treinar a atenção, e cada um começa de onde está. Não tem pré-requisito. Existem maneiras ativas e passivas de se praticar. Uma forma simples de se iniciar é prestar atenção na respiração durante um minuto, acalmando os pensamentos. Você não precisa não pensar, isso fica difícil de controlar. Mas você pode simplesmente não dar atenção aos pensamentos durante este um minuto, evitando o diálogo interno. E a respiração é uma grande ajuda neste sentido. Aos poucos você pode ir ampliando este tempo de atenção e trazê-lo também para as suas atividades diárias, fazendo o que precisa ser feito com atenção. Outra forma é buscar praticar em grupo, pois isto inspira e envolve.”

Com prefácio do líder espiritual Sri Prem Baba, “Mindfulness para uma Vida Melhor” é um lançamento da Sextante, com 192 páginas e preço médio de R$ 34,90

5 situações em que a meditação faz diferença

1. “É impressionante como muitas reuniões de trabalho são improdutivas, pois as pessoas perdem tempo com assuntos não pertinentes ou não se envolvem totalmente na reunião – ficam prestando atenção no celular, em conversas paralelas, pensando na morte da bezerra etc. Antes da sua próxima reunião, experimente fazer um minuto de silêncio – e se possível convide a todos para tentar o mesmo. Após esta pausa, perceba que a sua atenção aumentou. Aí, esteja atento a tudo o que é dito na reunião e não se distraia com mais nada, inclusive com os seus próprios pensamentos. O resultado será muito melhor e produtivo.”

Foto: Pexels

Foto: Pexels

2. “Na hora de se responder a um e-mail delicado, em vez de ser tomado por pensamentos sobre o que a pessoa disse, o que deveria ter dito, como o comportamento dela está errado etc., simplesmente aquiete sua mente. A concentração trará clareza e fortalecerá a intenção de resolver a questão em vez de brigar ou se vingar, de unir em vez de separar.”

3. “Os mesmos princípios se aplicam em casa, na hora de conversar com o seu companheiro(a), filho(a), pais etc. Com a mente focada, fica muito mais fácil encontrar harmonia e uma relação positiva e amorosa.”

4. “Na hora da refeição, estar atento ao motivo que nos leva a comer, a quantidade de que precisamos e o que realmente nos fará bem – unindo sabor e saúde – faz toda a diferença e evita problemas desnecessários, criados por nós mesmos.”

5. “Nesta mesma linha, cuidar de si, estando atento para o que precisamos – como fazer exercício, ligar para alguém querido, reservar um tempo para relaxar, marcar o médico, entre milhares de outras coisas –, significa dar força para o nosso melhor, o que trará mais felicidade para nós e para os que estão à nossa volta.”

Leia mais:
:: Descubra se você está se autossabotando: 7 maneiras de NÃO realizar um trabalho com propósito
:: Pequenos detalhes com grandes resultados: conheça o “nudge”, um empurrãozinho para a escolha certa
:: Nem toda ansiedade é ruim: veja dicas práticas para usar a preocupação a seu favor

Leia mais
Comente

Hot no Donna