#morewomen! O que acontece quando tiramos os homens do poder com o Photoshop?

A resposta é simples: existem poucas mulheres assumindo papel de liderança e em grandes centros de poder. A discrepância fica evidenciada no vídeo de uma campanha da edição britânica da revista Elle, que editou imagens de grupos de líderes e personalidades, apagando as figuras masculinas e, assim, mostrando a realidade das mulheres na política, no mercado de trabalho e na mídia.

A edição de novembro da revista Elle – inteiramente dedicada ao feminismo – pretende celebrar o poder global das mulheres de uma forma lúdica. Para isso, a Elle lançou uma campanha que ganhou o título de #MoreWomen (“Mais mulheres”, em tradução livre) e pediu para pesonalidades influentes e pensadores compartilharem a hashtag para apoiar a causa.

:: O caminho do feminismo de Simone de Beavouir até Beyoncé e Valesca Popozuda
:: Filha de Marcos Piangers surpreende com declaração feminista no programa ‘Encontro’, com Fátima Bernardes

– Queremos mudar essa narrativa na nossa edição Feminista e criar uma conversa mais positiva para refletir sobre o poder das mulheres, e apoiarmos umas as outras para crescermos rumo a uma igualdade global – explica a revista.

Esta foto do parlamento do Reino Unido mostra revela o contraste entre o número de homens e mulheres deputadas:
o-PRLIAMENT-570o-WOMEN-IN-UK-HOUSE-OF-COMMONS-570

A atriz Emma Watson é a única mulher nesta imagem de uma reunião das ONU:

o-EMMA-WATSON-570

o-EMMA-WATSON-570 (1)
Enquanto a Chanceler alemã Angela Merkel fica sozinha depois de todos os líderes do sexo masculino serem removidos desta imagem:

o-ANGEL-MERKEL-570

o-ANGEL-MERKEL-570 (1)

A ex-secretária de Estado dos Estados Unidos Hillary Clinton não tem muita companhia quando os homens desta foto dos altos funcionários de Obama já se foram:

o-OBAMA-570 o-HILARY-CLINTON-570

Assista ao vídeo:

Leia mais
Comente

Hot no Donna