Muitas curtidas, pouco sexo! Uso do celular na cama pode afetar sua vida sexual

Ilustração: Edu Oliveira
Ilustração: Edu Oliveira

Camila Maccari, especial

Sempre tem um amigo de aniversário que você precisa parabenizar ou o vídeo fofo do filho da colega de trabalho para curtir e comentar. Até na cama. Resultado? Já tem pesquisa mostrando como o uso do smartphone afeta a vida sexual. Um estudo feito pela University College de Londres e London School de Higiene e Medicina Tropical a cada 10 anos mostra queda na frequência de sexo dos britânicos – e o uso irrestrito do celular foi apontado como uma das causas.

Fisioterapeuta pélvica com ênfase em disfunções sexuais femininas, Ana Cristina Gehring diz que os smartphones potencializam um fenômeno que surgiu com a TV:
– Mas, antes, os casais ficavam abraçados, assistindo ao mesmo programa. Hoje, cada um fica no seu mundo. A gente chama de síndrome da separação próxima, que é quando as pessoas estão juntas mas não conversam, cada uma vivendo no seu mundo.

E aí fica mais difícil ter um momento de intimidade, como explica a ginecologista e sexóloga Jaqueline Brendler, diretora da Associação Mundial para Saúde Sexual:
– De que adianta dividir a cama se a pessoa nem te responde porque está rolando um feed? Como você vai tentar uma aproximação assim?

E aí, se identificou? Então, confira as dicas abaixo e descubra que desconectar do celular é só o começo.

Tenha uma conversa honesta
Quanto mais afastado um casal está, menos são as chances de uma boa conversa, mas este é sempre o primeiro passo para a solução do problema.

– No caso das redes sociais, isso pode ser muito interessante, porque quem usa demais nem sempre tem consciência disso – explica Jaqueline Brendler.

Façam suas regras
Que tal desligar a internet do celular no quarto, por exemplo? Ou combinar turnos em que nenhum dos dois vai mexer nas redes sociais? Para Jaqueline, o casal precisa achar uma maneira que seja boa para os dois.

Desconecte
Ana Cristina lembra que, quanto mais longa a relação, mais necessárias são as preliminares para a satisfação da mulher. Invista em pelo menos 20 minutos para entrar no clima.
– Para quem tem muita dificuldade em desligar, a dica é se dar um tempinho desconectada, com um banho demorado e se conectando consigo mesma antes da hora H.

Priorize o sexo
Não adianta colocar a culpa no celular quando a própria rotina faz com que o sexo seja sempre a última coisa do dia, alerta Jaqueline:
– Se você pergunta, todo mundo diz que sexo é muito importante para um relacionamento, mas também é a coisa que fica para o momento em que você está mais cansada, depois de já ter trabalhado, organizado tudo e ido para a cama. O sexo não pode ser a última coisa do dia.

Leia mais:
:: Mulheres criam grupos nas redes para compartilhar experiências e falar sobre sexo sem tabus
:: Dia do sexo: mais de metade das mulheres brasileiras não usa camisinha, afirma pesquisa

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna