Muito além da boneca inflável: as “sex robots” (robôs de sexo) devem se popularizar entre casais, diz pesquisadora

Foto: Divulgação/RealDolls
Foto: Divulgação/RealDolls

Já existem robôs que dirigem, constroem, limpam e formam frases, mas é outro tipo de robô que tem ganhado espaço no mercado: os robôs sexuais. Novos modelos estarão à venda no Reino Unido dentro de um ano e podem pertencer a centenas de pessoas, assim como já acontece nos Estados Unidos.

Estas máquinas têm expressões faciais, a capacidade de movimentar a cabeça e algumas até de manter conversas com seus “donos”. Eles são famosos entre os solteiros, mas a tendência é que possam ser comprados e bem aproveitados por casais, de acordo com a pesquisadora Kate Devlin, especialista em inteligência artificial, da Goldsmiths, Universidade de Londres.

620x349

Kate deu uma palestra sobre o futuro da sexualidade humana no Edinburgh International Science Festival nesta semana. No evento, ela comentou sobre a onda destas maquinas que está crescendo para quem tem fetiche ou para pessoas com um parceiro que não está disposto (ou não consegue) fazer sexo.

Eles também serão populares com pessoas solteiras que buscam companhia. Um fabricante descreveu ter uma boneca sexual como ter um animal de estimação e a companhia é uma parte muito importante dela. Esses robôs são algo para se conversar, assim como um brinquedo sexual — explicou a cientista britânica.

aaaaa

Leia mais:
:: 5 dicas para ser mais confiante no sexo
:: Mulheres na faixa dos 36 anos têm o melhor sexo de suas vidas, diz pesquisa
:: Como chegar ao orgasmo, ter mais lubrificação e outras perguntas frequentes sobre sexo

Leia mais
Comente

Hot no Donna