No lugar de suas medidas, candidatas ao Miss Peru divulgam dados sobre violência contra mulheres

Foto: Instagram @jessica.newton.777, reprodução
Foto: Instagram @jessica.newton.777, reprodução

Em um dos concursos de beleza mais tradicionais do mundo, as candidatas ao Miss Peru aproveitaram a visibilidade para dar um recado importante. Ao invés de falarem as medidas de seus corpos, elas citaram dados sobre violência contra mulheres.

O ato aconteceu no momento em que, normalmente, as candidatas falam suas medidas de busto, cintura, quadris. No lugar disso, elas revelaram dados sobre abuso sexual, assédio e feminicídio.

– Minhas medidas são: 2.202 casos de feminicídio foram registrados nos últimos nove anos no meu país – disse Camila Canicoba , representante de Lima.

No desfile de biquínis, enquanto as mulheres desfilavam, o telão exibia notícias de casos de violência. As perguntas e respostas também tiveram a violência como tema. A grande vencedora da noite, Romina Lozano, representante de Callao, foi questionada sobre o que faria, se pudesse criar uma lei para combater o feminicídio.

– Meu plano seria a criação de uma base de dados sobre agressores e assim nos proteger – respondeu a nova Miss Peru.

A organizadora do evento e Miss Peru 1987, Jessica Newton, disse que a decisão de dedicar a edição deste do concurso ao feminicídio e violência de gênero foi para empoderar as mulheres. Durante o concurso, a hashtag #MisMedidaSon (ou minhas medidas são) ficou entre as mais usadas no Twitter do Peru.

Assista ao evento na íntegra:

Leia mais
:: #EuTambém: para denunciar casos de assédio, mulheres criam novo movimento nas redes sociais
:: Modelos compartilham histórias de assédio sexual em campanha nas redes sociais
:: Após denúncias contra produtor de Hollywood, atrizes relatam casos de assédio

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna