Pesquisa revela que mulheres lideram a maioria das novas empresas no Brasil

Foto: Pixabay, reprodução
Foto: Pixabay, reprodução

Global Entrepreneurship Monitor 2016pesquisa desenvolvida pelo Sebrae e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), revelou que 51,5% das empresas brasileiras criadas nos últimos três anos e meio são fruto de projetos pensados e executados por mulheres. Entre as áreas de maior atuação, estão serviços domésticos e beleza.

Quase metade (48%) das empreendedoras afirma ter aberto um negócio por necessidade, reflexo da recente crise em grandes empresas, que afetou a renda de inúmeras famílias no país. Nos novos negócios, além de serviços domésticos e de beleza, as empresárias oferecem opções em vestuário e acessórios (12,3%) e alimentação (10,3%).

Mesmo com a crescente presença empreendedora, as mulheres continuam em minoria nos cargos de liderança de marcas já consolidadas. Nesse caso, os homens ocupam 57,3% dos cargos. A diferença, no entanto, já foi maior. Em 2009, ultrapassava 14%, índice que começou a diminuir no ano seguinte.

O relatório ressalta ainda que as mulheres investem mais em novas empresas, mesmo com mais dificuldades de fazer os negócios prosperarem. “Tal fenômeno pode estar associado a condições como preconceito de gênero, menor credibilidade pelo fato de o mundo dos negócios ser mais tradicionalmente associado a homens, maior dificuldade de financiamento e dificuldade para conciliar demandas da família e do empreendimento“.

Leia mais
:: Pesquisa aponta que mulheres enfrentam entrevistas de emprego mais duras do que os homens
:: Como os relacionamentos pessoais podem ditar o rumo da sua carreira
:: Marina Klink conta como mudou sua carreira depois de uma provocação do marido

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna