Por que este outdoor do filme “X-Men: Apocalipse” com Jennifer Lawrence causou polêmica

(Reprodução)
(Reprodução)

No Brasil, as discussões sobre a cultura do estupro e a violência contra a mulher nunca estiveram tanto em evidência como agora. Ao que tudo indica, nos Estados Unidos o debate também tem crescido. Um outdoor de divulgação do filme X-Men: Apocalipse causou polêmica por colocar a imagem de Mística, personagem da atriz Jennifer Lawrence, sendo estrangulada pelo antagonista do longa. Para piorar, uma única frase aparece: “Apenas os fortes sobreviverão”.

:: Mulheres se unem em luta contra o estupro e protestam nas redes sociais
:: Rapper de 12 anos lança música sobre empoderamento negro: “Barbie é legal, mas eu prefiro Makena africana”

A peça publicitária causou, no mínimo, um constrangimento à 20th Century Fox. Os outdoors, colocados em Los Angeles e Nova York, foram fotografados e correram pelas redes sociais. As críticas acusavam o estúdio de fazer apologia à violência contra a mulher. A polêmica aumentou depois que a atriz Rose McGowan, conhecida pela série Jovens Bruxas, usou o Twitter para mostrar sua indignação. Depois de marcar o perfil oficial do estúdio, ela escreveu: “Vocês estão promovendo VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES com sua publicidade fora de contexto”.

Segundo o site Deadline, a peça publicitária foi aprovada por uma executiva da Fox. Mulher. Em entrevista do The Hollywood Reporter, Rose McGrowan questionou a falta de preocupação do estúdio.

— Temos um grande problema quando homens e mulheres da Fox acham que violência contra a mulher é uma forma de se divulgar um filme. Não existe contexto na imagem, só uma mulher sendo estrangulada.

(Reprodução)

(Reprodução)

A Fox, então, retirou a imagem dos outdoors e divulgou um comunicado com um pedido de desculpas: “Em nosso entusiasmo de mostrar a vilania do personagem Apocalipse, nós não pensamos imediatamente a conotação perturbadora dessa imagem em sua forma impressa. Assim que percebemos como seu conteúdo era insensível, medidas foram tomadas para tirar o material da rua. Nós pedimos desculpa por nossas ações e reiteramos que jamais apoiaríamos a violência contra a mulher”.

Leia também:
:: O problema das “cantadas”: por que o assédio verbal não é levado a sério?
:: Chega de alisamento! Crespas e cacheadas trocam experiências pela internet para assumir de vez os cachos
:: 5 frases que as plus size não aguentam mais ouvir

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna