Tipo o beijo de Bruno Gagliasso e João Vicente: 5 vezes em que homens héteros deram um passo contra a homofobia

O que seria mais uma tradicional premiação de fim de ano se transformou em um – belo! – ato contra a homofobia na noite desta quinta-feira. Foi durante o evento GQ – Men of the Year que o ator Bruno Gagliasso tascou um beijão na boca de João Vicente de Castro – e, claro, virou assunto nas redes sociais.

— Aos machistas de carteirinha, hipócritas de plantão e preconceituosos…. O nosso carinho e nosso amor de homem com H! — disse o ator em seu perfil no Instagram.

Veja também
:: Brasileira é eleita a segunda mulher transgênero mais bela do mundo
:: Vocalista da Banda Uó é a primeira mulher trans a estrelar uma campanha do “Outubro Rosa”
:: Vídeo! Mãe surpreende filha transgênero com a primeira dose de tratamento hormonal
:: Muita cor! Doritos lança salgadinho colorido em apoio à causa LGBT

Casado (e muito bem!) – com a atriz Giovanna Ewbank, Bruno é a prova de que não é preciso ser gay para se solidarizar com a causa – a tal da empatia, que tanto falta para a nossa sociedade hoje. Inspirada pelo protesto para lá de bacana da dupla, Donna aproveitou para relembrar outros famosos héteros que são a favor da comunidade LGBT. Vem ver:

Ed Sheeran e o “noivado” com James Blunt

Foi nesta semana também que dois músicos britânicos protagonizaram uma brincadeira que deu o que falar no tapete vermelho do ARIA Music Awards, na Austrália. No maior clima casalzinho, Ed Sheeran chegou à premiação de mãos dadas com James Blunt – e, juntinhos, posaram para os fotógrafos.

A brincadeira se estendeu ao Instagram, onde o ruivo escreveu que “gostaria de anunciar o noivado”. É brincadeira, a gente sabe – mas são fofos, não é?

Ed, aliás, já se manifestou contra uma igreja batista que fazia protestos com mensagens de ódio aos homossexuais nos arredores do local em que ele se apresentava, no Texas, Estados Unidos.

— Às pessoas do lado de fora da arena: mantenham suas opiniões homofóbicas para vocês. É 2013 — escreveu, à época, em seu perfil no Twitter.

Ed-Sheeran-e-James-Blunt-1

Os muitos beijos de James Franco

Não foram poucas as vezes em que a mídia especulou sobre a sexualidade de James Franco. O mais bacana? O ator aproveita os rumores para deixar bem claro o quanto é gay friendly, tanto em seus papéis no cinema quanto nas redes sociais.

Quer um exemplo? Quando o casamento gay foi aprovado nos Estados Unidos, em junho deste ano, Franco compartilhou em seu Instagram uma montagem que reúne alguns dos vários beijos seus em outros moçoilos para a ficção – como em Sean Penn no filme Milk e em Seth Rogen em um videoclipe.

Mais? Em uma entrevista à revista francesa Têtu, o astro americano ainda fez a seguinte declaração:

— Eu sou gay? Não. E isso é um dos arrependimentos da minha vida — brincou.

James ainda aproveitou a oportunidade para falar sobre sua empatia com a luta contra a homofobia:

— Tem coisas que eu não tenho controle sobre a minha imagem. Se eu pensar bem, isso não é de hoje. No colégio, eu era achacado pelos brutamontes que me chamavam de “mariquinha”. É por isso que, por ser hétero, eu tenha um profundo conhecimento do que é a homofobia desde pequeno.

james_franco

O selinho de Sheik

Para comemorar a vitória de seu então clube, o Corinthians, o jogador de futebol Emerson Sheik compartilhou uma foto em que aparece dando um selinho em um amigo.

— Tem que ser muito valente para celebrar a amizade sem medo do que os preconceituosos vão dizer. Tem que ser muito livre para comemorar uma vitória assim, de cara limpa, com um amigo que te apoia sempre (…) Ah, já ia me esquecer, para você que pensou em fazer piadinha boba com a foto, da uma pesquisada no meu Instagram todo antes, só para não ter dúvida — escreveu no post.

Em entrevista, o amigo Isaac Azar explicou que a ideia do selinho foi, realmente, polemizar – além de dar um tapa na cara do machismo no futebol.

— O preconceito homofóbico vem do mesmo tipo de gente que amanhã tem preconceito racial. Isso é uma grande loucura. Eu me diverti demais, acho que foi muito bacana. Foi uma brincadeira da qual eu não me arrependo, mais pessoas públicas deveriam fazer isso — declarou.

sheikbeijo

A praia de Wagner

Não foram poucas as vezes em que Wagner Moura deu declarações de repúdio à homofobia – e que a gente, claro, aplaudiu de pé. Mas foi quando viveu um romance homoafetivo no longa Praia do Futuro (2014) que o ator recebeu talvez as mais pesadas críticas por conta da sexualidade de seu personagem.

Para rebater o preconceito, Wagner e a produtora do longa, a Coração de Selva, se engajaram na campanha A Homofobia Não é a Nossa Praia, que convidava os fãs do longa a compartilharem suas fotos em apoio à causa gay. Deu tão certo que a equipe reuniu na página do filme no Facebook um álbum com mais de 150 imagens de quem entrou na projeto.

— Discriminação, intolerância, preconceito e ódio são coisas que devem ficar no passado —, frisou o time de Praia do Futuro pelo Face.

1609969_647198668706682_1224679639174113023_n

 

Colin e o casamento do irmão

Foi em solidariedade ao irmão gay, que teve de sair de seu país de origem para casar com o amado, que o ator Colin Farrell decidiu se manifestar. O astro irlandês escreveu ao jornal local Sunday World uma carta em que se posiciona a favor da legalização do casamento gay no país.

— Meu irmão Eamon não escolheu ser gay. Ele escolheu usar delineador nos olhos na escola, o que provavelmente não era a resposta mais pragmática para a tortura diária que experimentou nas mãos dos valentões (…) Por isso, é pessoal para mim. O fato de meu irmão ter que deixar a Irlanda para realizar seu sonho de se casar é insano.

Deu certo: em maio deste ano, o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi aprovado, com 62% dos votos.

colin

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna