Transexuais e travestis estampam calendário contra o preconceito no mercado de trabalho

Imagine ter dificuldade de arrumar emprego apenas por ser quem você é. Com o objetivo de expor OS obstáculos e preconceitos enfrentados por travestis e transexuais no mercado de trabalho, o Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais (CAIS), de São Paulo, lançou o K-lendárias, um calendário estampado por 12 pessoas vestidas de acordo com a profissão que gostariam de desempenhar.

Com o tema “Sou trans e quero dignidade e respeito”, o calendário será distribuído em 28 de janeiro, data que antecede o Dia da Visibilidade Trans. Grande parte dos exemplares tem destino certo: empresas e potenciais empregadores da cidade de São Paulo. A ação surge como uma tentativa mudar a realidade de 90% dos travestis e transexuais brasileiros que, sem oportunidades no mercado de trabalho, buscam na prostituição o sustento e a sobrevivência.

janeiro

Foto: divulgação, CAIS

Ao todo, serão entregues cinco mil exemplares do ensaio, que apresenta quatro travestis, quatro mulheres trans e quatro homens trans. A data marcará também o lançamento de um documentário em que os participantes do projeto relatam experiências, dificuldades e episódios de preconceito já vividos.

maio

Foto: divulgação, CAIS

Leia mais
:: Hari Nef é a primeira modelo transgênero em campanha da L’Oréal Paris
:: Caitlyn Jenner é a primeira mulher transexual a estrelar campanha da H&M
:: Marcelo Tas fala sobre os tabus masculinos e a relação com o filho transgênero Luc

Leia mais
Comente

Hot no Donna