Vida sexual ativa melhora o desempenho profissional, diz pesquisa

Foto: Pexels, reprodução
Foto: Pexels, reprodução

Quando o telefone alerta, no meio da noite, sobre mais um e-mail na caixa de entrada do trabalho, não é apenas o psicológico que fica sobrecarregado. A vida sexual e o desempenho profissional também podem estar em risco. A ideia é baseada em uma pesquisa da Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos.

Divulgado pelo professor Keith Leavitt, o estudo acompanhou 159 casais por duas semanas. Todos os dias, cada par completava dois formulários. Aqueles que afirmaram ter feito sexo apresentaram melhor humor no dia seguinte e consequente engajamento ao longo das horas de trabalho, ou seja uma vida sexual ativa e boa melhora o desempenho profissional.

“Ter um bom relacionamento, que inclui uma vida sexual saudável, ajuda os funcionários a se manterem felizes e engajados no trabalho, o que beneficia tanto os colaboradores quanto as empresas”, indicou o pesquisador que comandou o estudo.

Outros resultados confirmam que levar estresse do trabalho para casa também afeta a vida sexual. Não largar as funções profissionais em horários de descanso faz com que o aumento da dopamina, componente liberado durante o sexo, não tenha o mesmo potencial motivador.

“Isto é um lembrete de que o sexo tem benefícios sociais, emocionais e psicológicos, e é importante torná-lo prioridade. Os chefes deveriam encorajar seus colaboradores a fazerem isso”, explicou Leavitt.

Leia mais
:: Pesquisa: as mulheres estão curtindo mais o sexo que os homens e gozando melhor
:: Sexo meia-boca? Saiba o que pode estar atrapalhando seu desejo
:: Pesquisa aponta que solteiros não estão mais tão interessados em sexo casual

Leia mais
Comente

Hot no Donna