Vitória no vôlei reacende debate sobre prêmios mais baixos pagos nas competições femininas

Valor recebido pela delegação feminina é cinco vezes inferior ao da equipe masculina

O Brasil levou a melhor no Grand Prix 2016, a disputa internacional de vôlei feminino. Mas, em meio às comemorações, a conquista reacendeu uma polêmica: o prêmio de valor mais baixo em comparação às competições masculinas.

O montante entregue à delegação feminina é de 200 mil dólares (dividido entre as integrantes), enquanto o valor entregue aos campeões da Liga Mundial de Vôlei, competição das seleções masculinas, é de US$ 1 milhão, 5 vezes maior.

Leia também
:: Robin Wright revela que “brigou” com a Netflix para ganhar o mesmo que Kevin Spacey em “House of Cards” 
:: Mulher negra ganha menos de 40% do que homem branco no Brasil

Em entrevista ao Globo Esporte, Thaísa Marques, meio-de-rede da seleção, demonstrou estar indignada:

— É um absurdo. Acho que o vôlei feminino é tão espetáculo quanto o masculino — comentou.

Outras atletas também se pronunciaram sobre os valores inferioes.

– É uma sacanagem. Pronto, já respondi. É um absurdo. Falamos isso desde o meu primeiro Grand Prix. É injusto – desabafou Sheilla.

Capitã da seleção, Fabiana também lamentou a disparidade nos valores:

– Amanhã já é tarde. Esperamos que isso tenha melhoras. Porque não é justo – afirmou.

Divulgação/ FIVB

Divulgação/ FIVB

Ary Graça, presidente da Federação Internacional de Vôlei, colocou a falta de patrocínio como principal causa dessa remuneração mais baixa.

A grande diferença na remuneração afeta outras modalidades esportivas e também os salários das atletas. Na lista de 100 esportistas mais bem pagos da Forbes, por exemplo, há apenas três mulheres: as tenistas Maria Sharapova, Serena Williams e Na Li.

Já quando se trata de títulos, a equipe feminina sai na frente. São 11 medalhas no Grand Prix, enquanto a seleção masculina conta apenas 9 no torneio da Liga Mundial.

:: De Super Bowl a maratonas: são muitas as opções para quem desejar aliar esporte e turismo
:: Calendário Pirelli troca modeletes por mulheres reais e chama nomes como Yoko Ono e Serena Williams

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna