Eu tenho um sonho: o muro colorido

Sonhar é preciso. E a gente faz muito isso na vida. Todo mundo já sonhou aprender a andar de bicicleta, ver seu time campeão, passar naquela temida prova, arranjar aquele emprego, ganhar um cachorro, viajar pro exterior, dar o primeiro beijo, conquistar o primeiro amor. E o mais legal de sonhar – independente ele é distante ou bem possível – é poder realizar, não é mesmo?

É em cima dessa ideia que surgiu o projeto Eu Tenho um Sonho, Qual o Seu?. Em conversas aqui na redação, a repórter Marina Ciconet introduziu o assunto que foi ganhando cada vez mais seguidores. Ela saía por aí perguntando “qual o seu sonho?” pra todo mundo – e o curioso é que quase ninguém sabe responder logo de cara. Pensa rápido se você sabe o seu aí! Não, né? Sonhar é coisa séria. Mas só vontade não bastava.

A gente precisava tirar essa ideia do papel. Foi aí que o Yázigi resolveu abraçar essa causa e hoje está conosco em busca de captar, documentar e realizar sonhos por aí. A missão pra Marina foi dada. E como aqui ninguém aqui está pra brincadeira, missão dada é missão cumprida. A partir de hoje, ela vai virar a cidade, o estado, o país e, quem sabe, o mundo (surpresas vão acontecer ao longo desse projeto) de cabeça pra baixo atrás dos sonhos mais lindos.Tem um sonho? Envia pra gente! Sonho bom ninguém sonha sozinho.

Tudo na vida é mais legal quando compartilhado. Por isso, o primeiro sonho realizado foi a pintura do muro da ONG Centro de Acolhida Paz e Mel, no bairro Partenon, em Porto Alegre, que atende crianças, adolescentes e famílias sujeitas a vulnerabilidade social. Eles dão oficinas de música, esportes e teatro, além de acompanhamento psicológico. No final do ano passado, quando divulgamos esse projeto (e ele não passava de um sonho distante), a voluntária Cibele Farias entrou em contato com a Marina por email. Resumindo, ele dizia mais ou menos assim:
– Oi, Marina! Lendo a tua matéria sobre os sonhos, e que lindo projeto, pensei: esta é minha parceira! Também tenho mil sonhos, e quase todos envolvem ajudar as pessoas… Mas o meu sonho mesmo é: “Pintar o muro da ONG!” Sabe aqueles muros bonitos, pintados ou grafitados?!… Todos juntos por um mundo melhor!

Como assim estávamos recebendo sonhos antes mesmo do projeto se tornar realidade? A partir do sonho da Cibele, decidimos que tínhamos que colocar esse projeto na rua. Virou quase uma obrigação (além do desejo) gerar sorrisos, euforia e alegria por aí. Ver gente feliz, gente satisfeita, gente esperançosa pelo mundo. Ajudar gente a ser gente. Esse é o nosso lema. Mas vamos falar do muro, o nosso primeiro sonho, que nos enche de orgulho e satisfação. Logo que chegamos na Paz e Mel, conseguimos entender o desejo da Cibele. O muro não tinha vida e não transmitia o que se fazia ali: formar jovens do bem. Arrastamos a nossa equipe e nos juntamos ao Celo e ao Jotapê, do Núcleo Urbanóide.

Eles, além de doar o talento (que eles têm pra dar e vender), levaram as tintas Coral, que também apoiou a ideia. Os sprays pro grafite também foram doados pela Tintas Spray Katucha. Resumo da história: todos unidos por um muro mais colorido e cheio de vida. O muro ficou lindo e as crianças estavam eufóricas com a participação. Sabe aquele brilho no olho que encanta? Sobrou. E a gente saiu de lá com um sentimento de missão cumprida e pensando como um ato tão pequeno pode gerar tamanha felicidade. É mais bacana pra quem ajuda do que pra quem recebe. E a vontade de tornar os próximos sonhos realidade só aumentou.

A Cibele acreditou que podia fazer a diferença mandando o email. Mandou muita energia positiva pro Kzuka conseguir fazer a promessa virar realidade. Em pouco tempo, lá estávamos nós batendo na porta deles munidos de cor e alegria. A moral da história? Pra fazer acontecer basta vontade. O que importa é a disposição e o desejo de fazer a diferença. Enfim, fazer o bem não custa. Com certeza teríamos um mundo melhor se cada um se envolvesse um pouco. A nossa bandeira para você olhar menos pro próprio umbigo tá levantada! Que tal pensar no sonho do vizinho, do colega de aula? Qual será o sonho do seu porteiro, do zelador do prédio, da sua professora? Até aquela pessoa que cruza com você todos os dias na rua tem sonhos que, pra ela, são superdifíceis de realizar e você poderia fazê-la feliz em questão de minutos. Não é o máximo?

Mas e aí, você tem um sonho? A gente pode te ajudar? Quem aí tem sonhos coletivos pra compartilhar conosco? A partir de hoje a repórter Marina Ciconet é a nossa realizadora de sonhos oficial. Envia pra ela, seu sonho pode estar aqui em breve. Lá no canal A Cara da Marina no kzuka.com.br tem o vídeo de apresentação do projeto e também o da pintura do muro. Eles estão lindos e podem servir de inspiração pra você. Quer virar protagonista dessa história? A gente vai amar! Como já disse a nossa leitora Cibele, “todos juntos por um mundo melhor”. É o que nós queremos e esperamos que você também. Até o próximo sonho!

Tem um Sonho?

A gente pode ajudar você a torná-lo realidade. Mande a sua história para o email eutenhoumsonho@kzuka.com.br com até 1.500 caracteres. A partir daí, a gente vai trocar ideia com você. 

Aqui no canal A Cara da Marina tem tudo explicadinho. Você pode conferir os três primeiros vídeos do projeto.

Se você tem interesse em ajudar, fique ligado e nos mande email com o seu contato. A curtição e compartilhamento é sempre bem-vinda. Lembre-se que com isso você pode ajudar o sonho de muita gente. Contamos com você!