Adeus à diva: 7 coisas que você talvez não saiba sobre Elke Maravilha

Foto: Guillermo Giansanti
Foto: Guillermo Giansanti

Nesta terça-feira, o Brasil perdeu uma dos seus maiores ícones: Elke Maravilha. Com 71 anos, a modelo, apresentadora, atriz, cantora (e muito mais!) morreu por complicações após uma cirurgia. “Avisamos que nossa Elke já não está por aqui, conosco. Como ela mesma dizia, foi brincar de outra coisa”, avisa uma mensagem em seu perfil do Facebook.

Conhecida pelo visual extravagante e por trabalhos nas mais diferentes mídias, Elke vai deixar saudades. Confira algumas curiosidades da sua trajetória:

1. Nascida na Rússia

Apesar de ser um ícone do Brasil, Elke nasceu em Leningrado, hoje São Petesburgo. Ainda quando criança ela se mudou para o interior de Minas Gerais, ao lado dos pais e e dois irmãos. Aos 20 anos, se mudou para o Rio de Janeiro.

2. Prof Elke

Ainda na adolescência, Elke falava nove idiomas: russo, o português, o alemão, o italiano, o espanhol, o francês, o inglês, o grego e latim. Com esse currÍculo invejável, ela conseguiu um emprego no Rio como secretária bilíngue, e, em seguida, ingressando na faculdade de Letras. Lá se formou professora, tradutora e intérprete de línguas estrangeiras.

3. Modelo

Com uma beleza exótica, Elke começou a fazer trabalhos como modelo, abandonando a carreira de professora. Foi nessa época que ela conheceu a estilista Zuzu Angel, uma de suas grandes amigas.

Conhecida pelo visual extravagante, esse é um dos raros cliques de Elke desmontada. (Foto: divulgação)

Conhecida pelo visual extravagante, esse é um dos raros cliques de Elke desmontada. (Foto: divulgação)

4. Presa durante a ditadura

Ao ver cartazes de Stuart Angel, filho de Zuzu, pendurados em um aeroporto como “procurado”, Elke, em um gesto de protesto, os rasgou. O episódio lhe rendeu uma prisão por desacato. Presa por seis dias, ela passou por interrogatórios diários, mas manteve-se firme.

– Tomei tapa na cara e tudo, mas não baixei a guarda em nenhum momento – contou em entrevista ao site Rede Brasil Atual.

5. Atriz & Apresentadora & Jurada

Elke ficou famosa no Brasil inteiro como uma das juradas dos shows de calouros programa do Chacrinha, e, mais tarde, do programa de Silvio Santos. Esse era só o começo de uma carreira de sucesso na TV, que ainda inclui participações nas novelas Pecado Capital (1998), Celebridade (2004), Da Cor do Pecado (2004) e Caminho das Índias (2009). Na minissérie Memórias de um Gigolô, de 1986, Elke fez sucesso ao encarnar uma dona de bordel, chegando a ser eleita a madrinha das prostitutas no Rio de Janeiro.

6. Muitos casamentos

Elke foi casada oito vezes e manteve o contato e a amizade com quase todos os ex após o divórcio. Exceto um, que nas palavras dela, era um psicopata:

– Uma vez acordei de madrugada e ele estava no sofá, vestido de Elke Maravilha. Um louco – conta.


7. É personagem de cinema

Ela já foi personagem em duas cinebiografias: foi interpretada por Luana Piovani em Zuzu Angel (2006) e por Paolla de Oliveira, na produção que irá retratar a vida de Chacrinha. Como atriz ela também atuou em diversas produções, além de ter seu próprio filme: Elke Maravilha contra o homem atômico, lançado em 1978.

Luana Piovani como Elke no filme Zuzu Angel (Foto: divulgação Warner Bros)

Luana Piovani como Elke no filme Zuzu Angel (Foto: divulgação Warner Bros)

:: Feliz aniversário, Madonna! Relembre 6 momentos em que ela provou ser a rainha do pop
:: Valesca Popozuda lança livro e declara: “Não quero mais homem me gritando ‘gostosa!’
:: Aos 70 anos, Elke Maravilha posa de Maria Bonita para grife mineira

Leia mais
Comente

Hot no Donna