Atriz Jessica Chastain diz que só aceita trabalhos cuja remuneração seja igual à dos colegas homens

Foto: AFP
Foto: AFP

Aos 40 anos, Jessica Chastain é um dos principais nomes de Hollywood quando o assunto é a luta feminina pela igualdade salarial. A atriz, que já atuou em mais de 25 filmes e 10 séries, revelou, em entrevista à revista americana Variety, que não mais aceitará papéis cujo pagamento de homens e mulheres seja desigual.

– Eu não estou pegando trabalhos que me pagam um quarto do que pagam para os atores. Eu não estou permitindo isso à minha vida. Agora, quando me oferecem um papel, eu sempre pergunto sobre a igualdade dos pagamentos. Eu questiono o que eles estão me oferecendo em comparação aos meus colegas homens.

Imagem Filmes, divulgação

Foto: Imagem Filmes, divulgação

Além de revelar sua estratégia, a americana compartilhou episódios de negociações salariais em que teve de aguardar a produção de filmes garantir os atores principais para só depois saber quanto sobraria da verba para seu pagamento.

– Hoje em dia, se alguém vem conversar comigo sobre um papel, mas precisa esperar a resolução do ator, eu digo ‘Tchau, se você me quer no seu filme, não determine meu valor de acordo com as sobras – enfatizou Jessica.

Jessica contracena com Brad Pitt em A Árvore da Vida | Foto: Imagem Filmes, divulgação

Jessica contracena com Brad Pitt em A Árvore da Vida | Foto: Imagem Filmes, divulgação

Na luta pela equiparidade de salários, ela se une a atrizes como Natalie Portman, que ganhou três vezes menos que Ashton Kutcher no filme “Sexo sem Compromisso”, Jennifer Lawrence, que comentou a disparidade após o vazamento de informações confidenciais da Sony, e Patricia Arquette, que discursou a favor de salários mais justos ao ganhar o Oscar, em 2015.

Leia mais
:: Natalie Portman revela que ganhou três vezes menos que Ashton Kutcher em “Sexo sem Compromisso”
:: Meryl Streep, Viola Davis e Emma Stone: atrizes arrasam nos discursos do Globo de Ouro
:: Emma Watson responde críticas à foto sem sutiã em ensaio para a Vanity Fair

Leia mais
Comente

Hot no Donna