Beyoncé, Viola Davis e mais: conheça 5 mulheres negras que fizeram história

Foto: Reprodução/Instagram e AFP
Foto: Reprodução/Instagram e AFP

Nesta quarta-feira, 25, é celebrado o Dia da Mulher Negra. Para festejarmos os feitos delas, que nem sempre são valorizados como deveriam, listamos alguns exemplos de mulheres que fizeram história em suas áreas: na música, na literatura, na televisão e no cinema.  

Saiba porque elas merecem nossa admiração e reconhecimento:

Beyoncé

Queen B coleciona conquistas na carreira. Feitos que vão além da música. Em 2016, ela lançou uma verdadeira obra de arte chamada Lemonade. Nas canções, a cantora mantém uma postura feminista e desabafa sobre relacionamentos, sempre do ponto de vista da mulher negra, e sobre racismo e resistência.

A cantora ficou mais de um ano sem realizar shows ou performances, mas voltou e neste ano fez história ao ser a primeira negra headliner do Coachella, festival de música e arte realizado na Califórnia. Ela também integra a lista das celebridades mais bem pagas do mundo, segundo a Forbes.

Quebra tudo, rainha!

Viola Davis

A atriz de 52 anos fez história ao se tornar a primeira negra a conquistar um Oscar, um Emmy e um Tony, a chamada Tríplice, que reúne os três prêmios mais importantes do cinema, TV e teatro.

No ano passado, ela recebeu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante pela atuação no filme Fences – Um Limite Entre Nós. Viola já havia ganhado um Emmy em 2015 de Melhor Atriz em Série de Drama por seu trabalho como Annelise Keating da série How to Get Away With Murder, além de dois prêmios Tony, o primeiro em 2001 por seu trabalho em King Hedley II e depois em 2010 por sua atuação na versão da Broadway de Um Limite Entre Nós (Fences).

Toni Morrison

A americana foi a primeira escritora negra a receber o prêmio Nobel de literatura, em 1993. A autora, hoje com 87 anos, também guarda na estante um prêmio Pulitzer pela obra Amada, de 1987, um de seus trabalhos mais reconhecidos. O texto revela a rotina sofrida de pessoas negras, em especial as mulheres.

Nascida em Ohio, nos Estados Unidos, Toni Morrison estreou como romancista em 1970, com O olho mais azul. Ela tem mais de 10 livros publicados e aposentou-se em 2006 como professora de humanidades na Universidade de Princeton.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Oprah Winfrey

Ela é uma referência quando se fala em mídia. E neste ano, Oprah tornou-se a primeira negra a ganhar o prêmio Cecil B. DeMille, que celebra a obra de artistas que tiveram impacto no mundo do entretenimento. O troféu foi entregue na cerimônia do Globo de Ouro, em janeiro.

Na ocasião, Oprah fez um discurso poderoso contra o racismo, além de ressaltar a força das mulheres. Além de apresentadora, Oprah é atriz, cantora, dona de um canal de televisão e está à frente de diversos projetos sociais, entre tantos outros atributos.

 

Glória Maria

Claro que teria uma brasileira nessa lista! Glória Maria entrou para a história por ser a primeira âncora negra do telejornalismo do país.

Na TV Globo desde 1971, Glória Maria também foi a primeira repórter a entrar ao vivo no Jornal Nacional. De 1998 a 2007, ela apresentou o Fantástico e, desde 2010, integra a equipe do Globo Repórter.

No currículo, ela acumula entrevistas com grandes ícones do entretenimento como Michael Jackson e Madonna.

Foto: Renato Velasco / TV Globo

Foto: Renato Velasco / TV Globo

Leia mais:
:: Pela primeira vez na história, uma negra é eleita Miss Grã-Bretanha
:: Desfile da Chanel apresenta a segunda noiva negra em mais de cem anos de história da grife

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna