Bruna Marquezine responde após ataque no Instagram: “Não precisamos de mais ódio”

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Bruna Marquezine se manifestou através das redes sociais sobre o brutal assassinato da vereadora do PSOL Marielle Franco, e acabou sendo alvo de ataque de alguns de seus seguidores. Alguns usuários não concordaram com a postura da atriz e criticaram os posts.

“Eu não sou negra, nem nasci na favela. Nunca serei capaz nem de imaginar o tamanho da luta dessa mulher, e de tantas outras, mas não preciso ter a mesma cor de pele da Marielle pra defender todas suas causas, pra lutar por mais igualdade, pelos direitos das mulheres na sociedade, pelos direitos das mulheres no poder”, dizia um trecho do post.

“QUE TEMPOS SÃO ESTES, EM QUE TEMOS QUE DEFENDER O ÓBVIO?” (Bertold Brech) LUTO POR MARIELLE. Por mais uma voz que foi calada. Por mais uma mulher negra que foi assassinada. Mulher que lutava contra o preconceito, contra a desigualdade social. Mãe, de favela, batalhadora, lésbica, feminista, idealista, defensora dos direitos humanos, socióloga, vereadora da Câmara do Rio de Janeiro, a quinta mais votada aliás. Líder instruída, inteligente, humana. Foi executada com 4 tiros na cabeça, quando saía justamente de um debate que falava das conquistas das mulheres negras. Executada porque, numa sociedade injusta como a nossa, ela conquistou muito, voou alto e falou demais. Crime racista. Feminicídio. Eu não sou negra, nem nasci na favela. Nunca serei capaz nem de imaginar o tamanho da luta dessa mulher, e de tantas outras, mas não preciso ter a mesma cor de pele da Marielle pra defender todas suas causas, pra lutar por mais igualdade, pelos direitos das mulheres na sociedade, pelos direitos das mulheres no poder. E sei que muitos homens e mulheres também se solidarizam e que a luta da Marielle não foi em vão, a voz dela se multiplica hoje potentemente por todo o país. LUTO POR ANDERSON também, que estava fazendo seu trabalho e acabou sendo vítima desse crime covarde. LUTO PELO RIO DE JANEIRO, PELO BRASIL, PELA NOSSA SOCIEDADE. Também fomos assasinados, de várias formas. NÃO É COMOÇÃO SELETIVA. Essa execução é uma AMEAÇA a todas as vozes que gritam a verdade, que batalham diariamente por mudança. É pra mim o retrato do FIM DA DEMOCRACIA no Brasil. É a confirmação de que no nosso país, as minorias e as pessoas honestas realmente não têm vez. E fica a pergunta: quem matou Marielle? Mais do que apenas uma pergunta, uma exigência. Exigimos que os criminosos sejam descobertos com eficácia e exemplarmente punidos. Exigimos justiça! E continuaremos lutando pela democracia! Coragem pra seguir! #mariellepresente #lutopormarielle #lutoporanderson 1/3

Uma publicação compartilhada por Bruna Marquezine ♡ (@brumarquezine) em

Nos comentários, os usuários aproveitaram para expor suas opiniões e a atriz acabou respondendo à alguns.

“Mais uma idiotizada da Globo. Ô povinho que gosta de se promover às custas dos outros. Oportunistas. Sim, oportunistas! Não quero crer que essa futura atriz tenha de fato compartilhado esses pensamentos imbecis dos autores dos textos”, comentou um seguidor.

Bruna respondeu ao comentário:

“Quanta agressividade, Lucca. Pra que tentar me ofender? Só porque você não concorda com a minha maneira de pensar? Exponha sua opinião de maneira educada aqui, respeitando a minha. Ou então use sua página e sua voz pra isso. Não é preciso atacar ninguém. Não precisamos de mais ódio e violência”, rebateu a atriz.

WhatsApp Image 2018-03-16 at 09.21.01

 

Leia mais:
:: Bruna Marquezine posta foto de cara lavada e incentiva seguidoras a se amarem sem filtros e correções
:: Após polêmica, Bruna Marquezine posta foto de topless no Instagram
:: Por que, afinal, as pessoas estão tão preocupadas com os seios da Bruna Marquezine?

Leia mais
Comente

Hot no Donna