Chris Martin conta que teve depressão por um ano depois da separação de Gwyneth Paltrow

(Divulgação/NBC)
(Divulgação/NBC)

Em março de 2014, o vocalista da Coldplay Chris Martin e a atriz premiada Gwyneth Paltrow deixaram fãs e Hollywood desapontados ao anunciar o fim do relacionamento de 11 anos. Um dos casais famosos mais amados dos red carpets, eles disseram que se tratava de uma separação “amigável e consciente”. Mas como em qualquer separação, o depois não é tão simples assim. Em entrevista ao Sunday Times, o cantor britânico revelou que teve depressão por um ano depois do divórcio.

— Até agora há dias em que acordo triste. Mas sinto que estou melhorando e virando o jogo — contou.

:: Manual da Fossa: blogueira convida a encarar a dor de cotovelo com bom humor
:: Fabrício Carpinejar: uma das nossas maiores moda é a fossa

Chris e Gwyneth são pais de Apple, de 11 anos, e Moses, de 9, e seguem se encontrando por conta dos filhos, que vivem com a mãe. Inclusive, eles foram vistos juntos durantes as férias das crianças, o que prova que mantêm uma boa relação. Na entrevista, o cantor reafirmou que apesar de ter sofrido com o fim do casamento, o processo de separação foi tranquilo.

No último Dia dos Pais, a atriz publicou uma foto de Chris com filha e escreveu uma homenagem ao cantor

— Foi um divórcio, mas foi um divórcio estranho, diferente dos outros. É engraçado porque não penso nessa palavra muitas vezes. Não vejo isso dessa forma. Para mim faz mais sentido pensar que conhecemos alguém, passamos algum tempo juntos e depois cada um segue o seu caminho.

O vocalista também contou que tem aproveitado “mais a vida desde então”. E a gente tem acompanhando. Chris já engatou um breve relacionamento com a atriz Jennifer Lawrence e agora foi visto saindo com a atriz inglesa Annabele Wallis. Já Gwyneth está namorando com o produtor Brad Falchuk.

 

 

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna