Como Fred Elboni, novo colunista do site, se tornou webcelebridade escrevendo sobre o amor

Foto: Felipe Carneiro/Agência RBS
Foto: Felipe Carneiro/Agência RBS

O nome tem uma boa dose de marketing. Quando Fred Elboni pensou em batizar uma conta no Twitter, nem sonhava com o futuro daqueles inocentes 140 caracteres de devaneios sobre a vida, o amor, os relacionamentos, as dores e as alegrias da existência. O endereço virtual Entenda os Homens parece, mas não é.

– Eu comecei com um perfil que nem tinha o meu nome, foi de brincadeira, para me divertir. Postava uma vez por dia uma coisa engraçada, bem leve. Só que foi ganhando seguidores, mil, dois mil… Em seguida, quis escrever coisas maiores e resolvi criar o blog – comenta o publicitário paulistano de 23 anos, radicado em Blumenau.

>> Leia a primeira coluna de Fred Elboni

Os números são de gente grande. Desde 2011, quando o blog entrou no ar, ele contabiliza 5 milhões de visitas por mês, quase meio milhão de curtidas no Facebook e perto dos 50 mil seguidores em sua conta pessoal no Instagram. No Twitter, são mais de 15 mil. Nestes tempos de cliques intermináveis, é possível apontar os motivos do sucesso?

Superficialmente, Entenda os Homens pode parecer algo no estilo “10 dicas para conquistar o seu amor” ou “porque eles não ligam no dia seguinte?”. Esqueça. Fred sempre fixou o olhar em chamadas de capas de revistas femininas e suas indicações milagrosas.

– Como atrair a leitura das mulheres? Esse nome vai atrair, aí ela clica e vê que o conteúdo convence. Tem essa de o nome ser mais apelativo. É uma brincadeira, uma metáfora. O intuito sempre foi de chamar a atenção para um conteúdo diferente. É para todo mundo – sentencia o pai da criança com a definição certeira: “um blog para mulheres que querem mais do que ler coisas que a sociedade define como de mulher”.

Frederico não quer catequizar ninguém, muito menos indicar, apontar ou aconselhar determinadas decisões. Recebe diariamente uma enxurrada de emails, inbox, mensagens diretas e etc de mulheres Brasil afora em busca de uma palavrinha, uma só.

– Infelizmente ou felizmente, sei lá, os assuntos que mais abordam são sempre “porque os caras traem?” e “porque não encontro o amor da minha vida?”. Mas eu sempre deixo claro que não sou conselheiro. Não é para mim que elas têm que perguntar, tem a família, os amigos. No blog você não vai encontrar alguma lista, por exemplo, de dicas de relacionamento. Eu converso com momentos. O objetivo é ler, se identificar e sorrir. É total isso. Quem sou eu para dar dica? Não sou psicólogo. As meninas mais novinhas confundem, mas as mais velhas sabem do que escrevo. Falo sobre o amor e a vida e não sobre relacionamento.

Fred vai além:

– Dane-se o cara que não liga no dia seguinte. A gente quer trazer para o blog o que eu chamo de homem pleno e mulher autêntica. O cara que sabe ter a pegada, sabe se apaixonar e a mulher também, sabe ser segura, mas sabe se apaixonar. Que preguiça dessa coisa de se fazer de difícil. A mulher tem que ser leve, plena, com a segurança para não depender de alguém – sentencia.

As crônicas mundanas inspiradas no cotidiano – um de seus escritores prediletos, Luis Fernando Verissimo escreveu maravilhas em A Comédia da Vida Privada – rendeu outros desdobramentos. Por e-mail, Fred recebeu um convite da Rede Globo para roteirizar os episódios de Amor & Sexo, apresentado por Fernanda Lima. Fez o que a emissora chama de “roteiro criativo”, dando ideias de quadros, texto e afins. Aproveitou a grana da emissora carioca para deixar a agência onde trabalhava.

Em seguida, uma de suas leitoras fez um outro convite:

– Uma menina da editora Saraiva era fã, me perguntou se eu não tinha vontade de escrever um livro. Quando você quer publicar um livro tem que correr atrás da editora, eles não te tratam com tanto carinho. E com a Saraiva, que é uma das maiores do país, não poderia ter sido melhor. Hoje eu tenho uma paixão platônica com a minha editora, é minha segunda casa – revela.

O livro Um Sorriso ou Dois – Para Mulheres Que Querem Mais, uma reunião de crônicas já publicadas no blog e outras inéditas, virou um fenômeno, surgiu na lista dos mais vendidos e levou Fred até o sofá do Programa do Jô. E, no próximo ano, dois novos títulos (“ainda são segredo”) chegarão às livrarias.

Entre os temas abordados em seus textos e vídeos – atualmente o blog conta com diferentes visões através da colaboração de outras 11 pessoas – a felicidade é recorrente. Ele é um entusiasta da leveza no dia a dia, de não se levar tão a sério. E o que é felicidade pra você?

– A felicidade oscila. São pequenos instantes como este, as lembranças. Ela está onde eu quero que esteja porque está onde eu quero depositar a minha energia. A gente deposita muita energia em determinadas coisas e a felicidade é um pouco de distração também. Tem um autor que eu não lembro agora que diz que nós somos felizes quando não sabemos. A felicidade são instantes de vida. Eu trato muito isso no livro, da leveza – defende.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna