Emma Watson cria clube do livro feminista online

Emma Watson ficou famosa ao interpretar Hermione na saga Harry Potter, porém seu papel como bruxinha tem ficado cada vez mais para trás desde que o último filme da série foi lançado, em 2011. Além de diversos trabalhos no cinema, a atriz também tem se envolvido com outros projetos, tornando-se uma porta-voz do feminismo. Embaixadora da boa vontade da Organização das Nações Unidas, Emma decidiu compartilhar o que está aprendendo na Onu Mulheres criando um clube do livro feminista.

A atriz usou seu Twitter na última segunda-feira (6) para compartilhar a ideia e pedir ajuda dos fãs e seguidores para nomear o clube. Na terça (7), à noite, ela informou o nome escolhido, “Our Shared Shelf” (Nossa prateleira compartilhada), e compartilhou o link do grupo de discussões na rede social de leitura Goodreads.

– Como parte do meu trabalho na ONU, comecei a ler todos os livros e artigos sobre igualdade que consigo – escreveu na página inicial do grupo. – Há tantas coisas incríveis por aí! Engraçadas, inspiradoras, tristes, provocantes, empoderadoras – continuou, explicando que decidiu criar um clube do livro feminista para compartilhar o conhecimento que adquiriu e ouvir outras opiniões sobre o assunto.

O grupo já tem  quase 50 mil membros e qualquer um pode participar. É preciso apenas criar uma conta no Goodreads e começar participar dos tópicos de discussão. A primeira leitura será “My Life on the Road” (Minha Vida na Estrada), livro de memórias da jornalista e ícone feminista Gloria Steinem.

o-EMMA-WATSON-570 (1)

– Eu vou postar algumas perguntas e citações para começar, mas eu adoraria que isso se transformasse num grupo de discussões livres entre todo mundo – publicou Emma Watson, completando que vai tentar convidar autores e figuras importantes do feminismo para participar das conversas. – Todo mundo é bem-vindo!

Leia mais:
:: Famosas “apanham” em campanha contra a violência doméstica ::
:: #morewomen! O que acontece quando tiramos os homens do poder com o Photoshop? ::
:: #DonnaRetrô: O ano do empoderamento e das hashtags feministas ::

Leia mais
Comente

Hot no Donna