Entrevista! Ivete Sangalo fala de maternidade, redes sociais e cuidados com o corpo: “Essa ditadura da beleza não me pega”

Foto: Cacau Mangabeira, Divulgação
Foto: Cacau Mangabeira, Divulgação

Entrevistar a Ivete Sangalo é uma experiência bem próxima do que você ou eu imaginaria só de conhecê-la da TV. Quem surge do outro lado da linha, em uma manhã de dia de semana, é a baiana de jeitão despachado que a gente vê no palco dos shows, na cadeira de jurada do reality show The Voice Kids ou no sofá do Superbonita, do GNT, que estreia nova temporada nesta segunda-feira. Em um instante eu já era Pati, e ela já estava à vontade para falar do programa, da importância de pensar a beleza não a partir do que a mulher deve fazer, mas de como cada uma é ou faz. E, claro, falar também de si mesma com muito humor e nenhuma pompa:

– Sei que é libertador as meninas falarem: “Pô, a Ivete, aquela cantora famosa, tem barriga”. Meu amor, isso é o que está aparecendo, imagina o que está escondido!

Em meia hora de bate-papo, Ivete, 44 anos, faz questão de humanizar a figura do artista que, brinca ela, “não vira borboleta” nem é inatingível. Para ir além do discurso, a brasileira mais popular nas redes sociais no ranking da Forbes Brasil, com 38 milhões de seguidores, divide com os fãs os bastidores da rotina corrida de artista com DVD recém-lançado e as situações comezinhas do cotidiano.

Não foi diferente na entrevista. Lá pelas tantas, ela, que se preparava para mais um compromisso de trabalho, interrompeu a conversa, sem cerimônia, para pedir um intervalo:

– Deixa eu tomar um banho aqui e, quando estiver me arrumando, eu termino com você. Então, pronto, já sento ali na cadeira, e o couro come.

E assim foi.

Donna – Nesta temporada do Superbonita, você vai conversar com mulheres de diferentes idades, tamanhos, estilos e histórias. O programa acaba indo muito além da beleza, não é?

Ivete – Chegamos à conclusão nesta temporada: além das questões de beleza, as mulheres se identificam é com personalidades, com modus vivendi. Muitas mulheres se sentam na cadeira, e o que a gente menos fala é de beleza, e sim de como elas reagem às suas questões, aos seus anseios, suas forças e dificuldades. O Superbonita vem se transformando em um lugar onde as mulheres compartilham suas experiências e, de uma forma divertida e leve, encontram truques ou soluções para seus problemas. Temos tratado o programa cada vez menos de uma forma “o que devo fazer” e mais “como eu faço”. Então, muitas vezes estou entrevistando e me reconheço naquela convidada. Mulheres que têm filhos, a maneira de lidar com a rotina de trabalho, marido, filho, escola… E aí você vai vendo não só segredos de beleza, mas a maneira como elas encaram essas coisas, de modo que a mulher fique menos estressada, com uma vida mais tranquila. E daí fica mais bonita, com o cabelo melhor. O programa tem sido uma delícia porque me sinto muito à vontade para tratar desse assunto, com muita verdade.

REESTREIA: Anova temporada do Superbonita estreia nesta segunda-feira, às 21h30, no canal por assinatura GNT. A cantora e apresentadora vai receber convidadas como Bruna Marquezine, Claudia Raia e Susana Vieira para falar de temas que vão muito além de cuidados estéticos: ditadura da beleza, autoestima eopinião alheia estão na pauta (Foto: Cacau Mangabeira, divulgação)

REESTREIA: Anova temporada do Superbonita estreia nesta segunda-feira, às 21h30, no canal por assinatura GNT. A cantora e apresentadora vai receber convidadas como Bruna Marquezine, Claudia Raia e Susana Vieira para falar de temas que vão muito além de cuidados estéticos: ditadura da beleza, autoestima eopinião alheia estão na pauta (Foto: Cacau Mangabeira, divulgação)

Donna – É também um contrapontoa um padrão de beleza, de juventude.

Ivete – Claro, pelo amor de Deus! Tem gente que descobre o esporte depois dos 40! O tempo vai passando. É uma grande ignorância achar que só pode ser linda a mulher jovem ou com uma determinada altura, ou determinado corpo. Todo mundo quer ser feliz, se sentir bem, se sentir bonito. O programa é fiel a essa filosofia: buscar nosso bem-estar, o que nos faz bem. Por isso que é honesto.

:: Entrevista! Angélica fala sobre a carreira na TV e o desejo de aumentar a família: “Somos superabertos a adotar”
:: Entrevista! Antes de shows no RS, Fernanda Takai fala sobre ser a única mulher no Pato Fu e igualdade de gênero
:: Jurada do “SuperStar” e com novo DVD, Sandy conta como a maternidade a transformou

Donna – Como você se sente hoje com seu corpo?

Ivete – Hoje estava conversando com as meninas lá da academia no prédio… Não sei se tem a ver com a maturidade, a maneira de ver as coisas: o tempo dá, primeiro de tudo, experiência. Se você sabe aproveitar as experiências da vida, o tempo só ajuda. Acho que ganhei experiência. A maneira como você vê as coisas é bem mais leve, o que lhe traz uma leveza, uma tranquilidade. E aí, até quando você não está se sentindo belíssima, incrível e tal, a maturidade lhe diz: “Calma que não é por aí. Tem coisas mais importantes do que isso”. E aí você acaba se sentindo linda de novo.

Donna – Uma vez, uma repórter perguntou a você se estava grávida, e sua resposta foi bem-humorada: “Não, estou gorda mesmo”. Você lida com leveza e graça com questões como a ditadura da magreza.

Ivete – E quantas vezes tem uma foto em que você está com barriga mesmo? Essa ditadura não me toma, porque sei que você, sua irmã, sua tia, sua colega de trabalho… a gente tem essa barriguinha. Tem dias em que você vai trabalhar e não consegue malhar, ou passou uma semana difícil ou gosta de comer mesmo, como é o meu caso. Meu critério é saúde. Não tenho esse grilo, não. A maioria não tem uma barriga de tanquinho, gente! Então, não piro mesmo. E sei que é libertador as meninas falarem: “Pô, a Ivete, aquela cantora famosa, tem barriga”. Meu amor, isso é o que está aparecendo, imagina o que está escondido!

Foto: Cacau Mangabeira, divulgação

Foto: Cacau Mangabeira, divulgação

Donna – Seu jeito espontâneo estabelece uma proximidade com o público. Como é a relação com os fãs?

Ivete – É muito engraçado, a chegada é sempre muito carinhosa e muito íntima. E também sou uma pessoa que fala as coisas. E, quando as pessoas chegam com essa intimidade, me deixam ser como eu sou. Então, a gente ri, brinca. Mas é só carinho, viu? É realmente uma loucura, mas só “Ivete lhe amo”, “Gosto de sua música”, “Me dê um beijo”, “Tire uma foto”, não dá para jantar, não dá para almoçar, não dá para fazer nada (risos), mas é só amor.

Donna – Com as redes sociais o contato com os fãs ficou ainda mais próximo.

Ivete – Aproxima porque humaniza o artista. Eu já sou muito o que sou na TV e tal, mas, quando você consegue passar isso no seu dia a dia, trocar uma ideia com o fã, dar risada, contar as coisas que estão dando certo, as que estão dando errado, tira até essa impressão de “oh, inatingível”. Tira essa imagem de que a gente vai virar borboleta daqui a pouco: não vai virar borboleta, não. Mas gosto por ser um canal que encontro para agradecer. As demonstrações de carinho são muito grandes, e aí você fica angustiada porque, na hora da loucura e da confusão, não consegue trocar uma ideia com o fã, dizer que foi massa, obrigada!

Donna – Você tem um perfil superativo no Snapchat. Viciou nos snaps?

Ivete – Nada, mulher… O fato é que eles pedem, e aquilo ali é uma loucura (risos). No Instagram: “Ivete, você nunca mais postou os treinos”, aí posto os treinos. “Ivete, tá fazendo o quê?”. Mas não sou aquela snapeira das boas, não sou muito do Snap, mas, quando faço, significa muito para eles, e aí faço com carinho.

Com a amiga Xuxa (Foto: Reprodução Instagram)

Com a amiga Xuxa (Foto: Reprodução Instagram)

Donna – Você é muito ciosa em relação à privacidade de sua família. Como fazer esse equilíbrio em tempos de tanta exposição?

Ivete – É o seguinte: ser uma pessoa pública, ser cantora, é uma escolha minha. E ninguém sabe o que é ser famoso até ser famoso. Então, (essa escolha) não se estende ao meu marido, Daniel (Cady), ao meu filho (Marcelo). Daniel fez a escolha dele, que é muito clara. Ele é um cara muito reservado, o que acho maravilhoso. E meu filho ainda não está em tempo de fazer as escolhas dele, e eu, como responsável por ele, tenho de respeitar sua privacidade. Meu filho vai para todos os lugares, brinca como uma criança normal, aproveita tudo porque dei a ele o poder da privacidade. Vontade não me falta de mostrar as fofurices dele, vejo amigos meus mostrando seus filhos e fico encantada. Não acho irresponsável. Mas faço um trabalho com o Ministério Público que me deu uma noção muito a fundo em relação à privacidade de pessoas, em especial crianças e adolescentes. Então, prefiro manter desse jeito. Na minha, vida já tenho uma série de questões por ser uma pessoa pública, do ir e vir, coisa e tal – mas é uma opção minha, estou feliz com isso. Então, temos uma relação de muito respeito e uma precaução com nosso filho.

Donna – Como ele lida com a sua popularidade?

Ivete – Marcelo acha lindo, sabe do meu ambiente de trabalho, já me perguntou o que é ser fã e expliquei para ele. Entende, mas entende assim: “Esta é a vida da minha mãe”. E a gente tem uma vida e hábitos muito leves. Daniel e eu procuramos dar a Marcelo uma relação muito boa e muito leve com a vida. Temos muito cuidado porque estamos construindo um indivíduo. Por mais que ele venha com a energiazinha dele, construímos os pilares junto com ele. Não sabemos ainda os frutos do advento da tecnologia e da internet, o que vai gerar. Então, na dúvida, vamos esperar primeiro pelas pesquisas e pelas estatísticas (risos).

Donna – Como é a Ivete mãe?

Ivete – Sou uma mãe muito presente, muito conectada com meu filho, com as coisas da vida dele. E minha vida hoje, desde que ele nasceu, é a minha prioridade e creio que nunca vai deixar de ser porque ele alimenta minha felicidade, me faz ter força, ter coragem para muita coisa. Dentro das minhas aptidões femininas, a melhor é ser mãe.

Donna – Vamos revê-la como apresentadora no superbonita. E a Ivete atriz? Tem planos de voltar a atuar depois de participar da minissérie Gabriela?

Ivete – Como você vê, eu faço muita coisa. Para ser atriz, preciso de um tempo para me aperfeiçoar. Adorei trabalhar como atriz, mas é um trabalho que pede muito, tem que se estudar muito, e não tenho tempo. Mas tenho muita vontade de fazer cinema. Estou na expectativa de ter um tempo e me dedicar e tenho perspectivas no cinema.

Ivete como Maria Machadão na novela "Gabriela" (Foto: TV GLOBO / Raphael Dia )

Ivete como Maria Machadão na novela “Gabriela” (Foto: TV GLOBO / Raphael Dia )

Donna – Chegou algum convite?

Ivete – Não, eu quero me introduzir. Já chegaram alguns convites, mas nego se assusta de cara com a minha agenda, que é muito louca.

Donna – Estreando programa, DVD recém-lançado… Qual o próximo plano?

Ivete – Ter saúde para os muitos planos que vêm aí. Cada dia tenho uma ideia diferente (risos). Ter muita saúde para poder cantar, para meus planos de compor mais, para trabalhar como atriz, trabalhar mais na televisão, como estou fazendo. Quero saúde para poder cuidar de meu menino e ser feliz.

AS FACES DE IVETE

Saudável

Instagram/Reprodução

Instagram/Reprodução

– Para mim, é todo dia. É uma condição que criei para minha vida, de saúde. A última coisa que passa pela minha cabeça, de verdade, é a questão estética. Os benefícios das atividades físicas como um todo, o que se come, quanto se dorme, tudo fica muito evidente no meu dia a dia. Eu trabalho muito: esse fim de semana mesmo, viajei em uma van para cima e para baixo – chega, faz show e tal. Se não tiver saúde, não suporto de uma forma digna. Saúde em primeiríssimo lugar e, como consequência disso, vem um bumbum mais durinho, uma perna mais torneada.

A mãezona do The Voice Kids

6ª Audições as cegas - Nicole Luz e Ivete Sangalo

6ª Audições as cegas – Nicole Luz e Ivete Sangalo

– Além dos pais, as crianças têm mentores na vida: o padrinho, o melhor amigo do pai, um vizinho. Sempre que eu sentava naquela cadeira (de jurada), eu pensava: talvez não seja a mentora mais especial deles, mas quero trazer uma memória do tipo “Ivete me falou isso daquela vez e vou utilizar para a minha vida”. Em um programa com criança, você não consegue ter distanciamento, só o distanciamento da maturidade para poder colaborar com eles. Mas é impossível não se emocionar, não sofrer, não se colocar no papel da mãe e no papel deles.

Acústica

 

capa_dvd

A cantora lançou recentemente o DVD: “ivete sangalo acústico em trancoso”
– É meu primeiro DVD acústico. É um DVD de movimento, de alegria, intenso, mas são novos movimentos de uma vida, de uma carreira: você vai sentindo a necessidade de se transformar. Tem algumas releituras, mas tem muito material inédito – estou entrando mais na questão da compositora. Então, estou muito feliz porque ficou muito lindo. Vocês vão gostar, tenho certeza!

Confira um trecho da música Seus planos, de Ivete para seu filho Marcelo:
“Passar o tempo te admirando
Deixa eu cuidar do teu sono
Deixa eu cuidar de você
Entrar devagarinho nos seus sonhos
Eu vou invadir os seus planos
Vou te ensinar a viver”

Compositora

– Estou cada vez mais me arriscando mais como compositora. Neste DVD, tem uma faixa que se chama Seus planos, que fiz para meu filho. Para ele, para o pai, sobre essa coisa de a gente cuidar de quem a gente ama. Mas se adequa a todo romance: mãe e filho, marido e mulher, namorado e namorada, namorado e namorado… Adequa-se a todas essas novas realidades de amor. Novas não, essas sempre realidades de amor. Essa música diz muito: é uma declaração de amor tão honesta…

Musa do Instagram e do Snapchat

Reprodução Snapchat

Quer passar o dia com a Ivete? Então, seja mais um entre os mais de 38 milhões de seguidores da cantora nas redes sociais. No Instagram, você acompanha os treinos, os bastidores de shows, os encontros entre amigos. Mas é no Snapchat que rola o arerê: você pode assistir com Ivete a sessões comentadas de seus programas favoritos, andar de carro por Salvador, enquanto ela guia e canta, e acompanhá-la enquanto manda ver na malhação. No treino da semana passada, uma Ivete sorridente anunciou:

– O negócio é o seguinte: tô abatida, tô de olheira, mas tô feliz. Tem filtro, p.! Não vou me preocupar.

Leia mais
Comente

Hot no Donna