Feliz aniversário, Harry! 5 motivos que provam por que o príncipe é o cara mais legal da realeza

Foto: AFP
Foto: AFP

Príncipe encantado? Quase! Aniversariante do dia, o príncipe Harry é conhecido por ser um dos membros mais queridos da família real britânica.

Carismático, o irmão mais novo de William é clicado com frequência tanto em momentos de diversão – ele é festeiro que só! – quanto em ações sociais. Ele é também é fã de rock e Star Wars – e curte viajar, principalmente na companhia da namorada, a atriz Meghan Markle.

harrygif

Mas vai além! Quer saber mais sobre o que o torna o príncipe  ruivo tão legal? Para comemorar os 33 anos do moço, a gente te conta na lista abaixo:

Adora rock – e até já ensaiou com a banda The Killers

Harry tem fama de ser o baladeiro da família real. E, pelo que se sabe, parece curtir muito também um bom show de rock. Mas o que ninguém esperava é que o príncipe inclusive costuma participar dos ensaios – no caso, da banda The Killers. Quem revelou o hobby de Harry foi o baterista do grupo, Ronnie Vannucci:

— Ele simplesmente apareceu em um show e a gente se deu bem. Foram muitas noites longas – contou, em entrevista ao jornal The Sun.

E rolou tudo de forma bem natural. Harry ficou amigo da banda, e foi presença confirmada em ensaios secretos por mais de dez anos.

– A gente não cresceu com o tipo de emoção de ter uma família real ou qualquer coisa parecida com isso. Talvez seja o que fez as coisas serem bacanas – completou o baterista.

Imagina o sucesso que ia ser ver o príncipe dando uma palhinha ao lado de Brandon Flowers, hein?

Leia também
:: Meghan Markle fala pela primeira vez sobre o namoro com príncipe Harry: “Somos um casal e estamos apaixonados”
:: Príncipes William e Harry participam de documentário sobre a princesa Diana
:: Sapatos usados por Príncipe George em seu primeiro dia de aula se esgotam nas lojas do Reino Unido
:: 10 momentos do Príncipe George que quebraram a internet

 

É superfã de Star Wars – e pode até aparecer no próximo filme da saga

Príncipe Skywalker? Tipo isso! Harry e o irmão, William, são superfãs da saga Star Wars. No ano passado, eles inclusive visitaram o set de gravações, brincaram com as espadas Jedi e até fizeram amizade com Chewbacca. Mas a surpresa é que os príncipes podem, inclusive, aparecer no próximo filme da franquia, Os Últimos Jedis. O ator John Boyega, que interpreta Finn, revelou em entrevista à BBC Radio 4 que os irmãos gravaram cenas como os Stormtroopers.

– Cansei desses segredos – riu o ator, ao ser perguntado se os membros da realeza teriam falas no longa. – Eles vieram no set. Eles estavam lá. Estou cansado de esconder isso. Acho que foi vazado, de qualquer forma. (…) Havia fotos disso. Toda vez que me perguntavam eu tinha que me esquivar. Estou cansado de me esquivar. Eles estavam lá.

Mas nem tudo está confirmado: o ator não sabe se a cena estará na edição final do filme, que deve estrear em dezembro. É aguardar para ver!

Prince Harry has made a new friend…

Uma publicação compartilhada por Kensington Palace (@kensingtonroyal) em

Time for a @starwars lightsaber battle!

Uma publicação compartilhada por Kensington Palace (@kensingtonroyal) em

 

É solidário

Assim como a cunhada e o irmão, Harry também dedica tempo a trabalhos de cunho social. Mas, no início deste ano, ele mostrou solidariedade também a dois pequenos fãs: visitou o garotinho Ollie Carroll, de seis anos, em estado terminal, e a irmã Amelia. Os irmãozinhos sofrem de uma doença genética que ataca o sistema nervoso e dificulta atividades como andar, comer e até respirar. Em uma página no Facebook dedicada aos pequenos, os pais contaram sobre o encontro:

– Por uma hora, o príncipe Harry se sentou conosco conversou e brincou com nossos filhos, rindo e criando memória.

Veja as fotos da visita aqui.

 

E já defendeu um amigo soldado de ataques homofóbicos

James Warthon foi um dos soldados com quem o príncipe Harry conviveu durante os tempos em que serviu às Forças Armadas de seu país. E, até hoje, um episódio em especial é lembrado com carinho pelo ex-militar, que escreveu o livro Out in the Army: My Life as a Gay Soldier (Assumido no Exército: Minha Vida como um Soldado Gay, em tradução livre. Em um texto publicado no site Huffington Post, James relembra o momento em que Harry saiu em sua defesa, depois que foi ameaçado por um grupo de sargentos por conta de sua orientação sexual.

“Vou lembrar pessoalmente o dia em que o príncipe entrou em cena e disse a um grupo de soldados muito infelizes para ‘ficarem na deles’ e me deixarem em paz. Isto foi na sequência de um incidente que tinha ocorrido na noite anterior, durante o qual eu tinha “me aproximado” de um soldado de outro regimento enquanto bebia num bar. Na manhã, Harry teve que vir em meu socorro, pois a história tinha se espalhado pelos regimentos. Então, um grupo de sargentos irritados queria meu sangue – porque, para eles, eu era obviamente o culpado. Harry tomou controle da situação e confrontou os oficiais mais velhos não comissionados, e deixou bem claro que eles estariam em mais lençóis se me dessem mais um segundo sequer de aborrecimento sobre a questão (a minha sexualidade). Lembro-me de vê-lo colocar esses soldados, muito mais experientes e muito mais velhos firmemente em seu lugar. E o grupo se afastou, visivelmente, com o rabo entre as pernas. Ele voltou para mim e disse, despretensiosamente, “você não vai ouvir mais nada a esse respeito novamente”, escreveu.

Na foto abaixo, Harry em um evento das Forças Armadas.

 

 

É engajado em campanhas pela saúde mental

Ao lado de William e Kate Middleton, Harry coordena a campanha Heads Together, que promove ações pelos cuidados com a saúde mental na Inglaterra. Recentemente, o príncipe revelou que esteve à beira de colapso emocional, depois que passou quase duas décadas evitando falar sobre a morte da mãe, Diana.

– Foram 20 anos sem pensar nisso, e dois, de caos total. (…) Eu provavelmente estive perto de um colapso nervoso em várias ocasiões  Perder minha mãe aos 12 anos e desligando minhas emoções pelos últimos 20 anos provocou um efeito sério não apenas em minha vida pessoal – disse ao Daily Telegraph. – Por causa do processo pelo qual passei nos últimos dois anos e meio, eu hoje levo meu trabalho e minha vida privada com seriedade; e coloco sangue, suor e lágrimas em coisas que realmente fazem a diferença e que farão a diferença para outras pessoas.

The Duke and Duchess of Cambridge and Prince Harry will attend this year’s @londonmarathon together for the first time to support runners taking part in their mental health campaign @heads_together, which is this year’s Charity of the Year for the Marathon. All 39,000 Virgin Money London Marathon runners will be given a special Heads Together headband which they can wear on race day to be part of the national movement to end the stigma around mental health once and for all. During the week leading up to the marathon Their Royal Highnesses will attend several events in support of #TeamHeadsTogether – Heads Together wants to make this year’s marathon the ‘mental health marathon’ that gets the country talking about mental health and Their Royal Highnesses will cheer on all runners at points along the route on Marathon day!

Uma publicação compartilhada por Kensington Palace (@kensingtonroyal) em

 

 

Parabéns, Harry!

danca

Leia mais
Comente

Hot no Donna