Fernanda Gentil dá a melhor resposta para seguidor que questionou casos de assédio na Copa

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Fernanda Gentil rebateu o comentário de um seguidor no Twitter com a melhor resposta possível nesta segunda-feira, 25. O usuário da rede social comparou os casos de assédio vividos por mulheres na Copa do Mundo com o que aconteceu com o repórter da SporTV Ben-Hur Correia, xavecado por mulheres durante um ao vivo de Las Vegas: “Quando é com o homem pode, né?”.

“Pode com qualquer um que concordar e curtir a situação. Não pode com ninguém que se sinta coagido ou obrigado a participar do contexto. Não importa se for homem, mulher ou um animal. Te respondi?”, explicou Fernanda para o seguidor que em seguida excluiu seu tweet.

O repórter da SporTV Ben-Hur Correia já havia se manifestado nas redes sociais sobre a repercussão recente de um vídeo seu de 2016. Nas imagens, o jornalista é abordado por várias mulheres durante uma reportagem ao vivo. Ele estava em Las Vegas quando foi surpreendido por mulheres que participavam de uma despedida de solteira.

O jornalista postou um vídeo no Twitter falando sobre a comparação e frisou que as situações são completamente diferentes.

– Não fui coagido, não fui insultado e eu não fui induzido a falar palavras que me insultam num idioma que eu nem conheço – rebateu o jornalista.  – Eu sou homem, conseguiria me desvincilhar daquela situação de uma forma mais normal, mais natural. Se fosse uma menina na minha situação, rodeada por homens, aí sim seria muito mais preocupante.

 

Leia mais:
:: Nada de assédio: movimento #HeforShe ensina homens como se portarem em relação às mulheres nesta Copa
:: Proibidas de entrar em estádios em seu país, iranianas vibram por poder assistir a jogos na Copa
:: Como os russos encararam o vídeo machista? Mulheres na Rússia falam sobre assédio no país da Copa

Leia mais
Comente

Hot no Donna