Maisa e Melody são vítimas de assédio nas redes sociais

À esquerda a apresentadora Maisa e à direita a cantora melody. Foto: Reprodução/Instagram
À esquerda a apresentadora Maisa e à direita a cantora melody. Foto: Reprodução/Instagram

A apresentadora Maisa Silva, 15 anos, e a cantora Melody, 11, são alvo de comentários nas redes sociais que provocam revolta em seus seguidores. Insinuações sexuais e observações sobre o corpo das artistas são frequentes em suas postagens.

Ofensas com teor machista e de assédio são quase rotina na página no Facebook de Maisa. Melody é vítima de comentários pedófilos destacando partes do corpo da menina, e alguns homens chegam até mesmo a zombar com a possibilidade de serem presos por essas insinuações sexuais.

Comentários nas redes de Maisa. Foto: Reprodução/Facebook

Comentários nas redes de Maisa. Foto: Reprodução/Facebook

 

Comentários no Facebook de Melody. Foto: Reprodução/Instagram

Comentários no Facebook de Melody. Foto: Reprodução/Instagram

 

screen-shot-2018-04-16-at-3-33-56-pm

Comentários nas redes de Melody. Foto: Reprodução/Instagram

Por meio de seu perfil no Twitter, Maisa já se manifestou sobre os comentários, afirmando bloquear os assediadores e considerando uma boa ideia denunciá-los:

Também  no Twitter, os seguidores de Melody já comentaram sobre os ataques. “Meu Deus os comentários nas fotos da Melody são de uma pedofilia tamanha! Que horror! Como tem homem sujo nesse país! Nojentos!”, comentou uma fã da cantora.

“Entrei no facebook e me deparei com um texto-denúncia de assédio e pedofilia sofrido pela Melody.
Gente, a menina só tem 11 anos. É cada coisa nojenta, chamar a menina de gostosa? Olha, sinceramente… Não da esse mundo mais não. Que ódio, que nojo”, lamentou outra seguidora.

Ainda que não haja uma legislação específica para tratar apenas de assédio sexual no Brasil, nosso Código Penal prevê punição para os assediadores – que vai de multa a detenção por até dois anos. O código penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. O estupro ou incitação ao estupro de vulnerável têm pena prevista de 8 a 15 anos de reclusão.

Para denunciar situações de pedofilia ligue para o número 100.

Leia mais:
:: Software ajuda a evitar que crianças sejam vítimas de pedofilia na internet
:: Personagem da novela das 21h que sofreu abuso é aconselhada a procurar coaching; especialistas debatem a polêmica
:: Brincadeira virtual, perigo real: vamos falar sobre exposição das crianças na internet?

Leia mais
Comente

Hot no Donna