Oprah Winfrey e mais: veja os 6 discursos mais fortes contra o assédio no Globo de Ouro

Foto: Reprodução/Golden Globes
Foto: Reprodução/Golden Globes

A cerimônia do Globo de Ouro 2018 foi marcada por protestos e apoio às vitimas de abusos no local de trabalho. Em seus discursos de agradecimento, as premiadas Oprah Winfrey, Elizabeth Moss, Nicole Kidman, Laura Dern, Frances Mcdormann e Natalie Portman arrancaram aplausos da plateia ao convocar as pessoas contra o assédio e discriminação das mulheres.

Tudo sobre o Globo de Ouro
:: Veja como foi nossa cobertura ao vivo da premiação
::Entenda por que as atrizes vestiram preto no Globo de Ouro
:
As damas de preto! Quais foram os melhores looks do tapete vermelho do Globo de Ouro para as colunistas de Donna

Oprah Winfrey

A apresentadora fez o discurso mais emocionante da cerimônia após levar o prêmio Cecil B. DeMille, concedido a pessoas com feitos marcantes no cinema e TV. Ela falou sobre racismo e violência contra a mulher:

“Quero que todas as garotas assistindo aqui, agora, saibam que um novo dia está no horizonte! E, quando esse novo dia finalmente amanhecer, será por causa de muitas mulheres magníficas, muitas das quais estão aqui neste auditório esta noite e alguns homens fenomenais, lutando para garantir que se tornem os líderes que nos levam ao tempo em que ninguém nunca mais terá de dizer ‘eu também’ (referência a hashtag #MeToo, pela qual várias mulheres denunciaram abusos nas redes sociais)”.

Confira o vídeo completo:

Elizabeth Moss

Grande favorita da noite, Elizabeth Moss levou o premio de melhor atriz de série dramática por seu papel em Handmaid’s Tale. Série justamente baseada na obra de Margaret Atwood que fala sobre um mundo distópico, em que as mulheres não têm direito algum. A atriz citou um trecho do livro que inspirou a série:

“Nós éramos as pessoas que não estavam nos jornais. Vivíamos nos espaços em branco, nas beiras das páginas impressas. Isso nos dava mais liberdade. Vivíamos nos espaços entre as histórias”.

A atriz ainda afirmou:

“Hoje não vivemos mais nos espaços em branco nos jornais, não vivemos mais nos espaços entre as histórias, hoje somos as histórias nos jornais e estamos escrevendo a história das nossas vidas”.

Confira o vídeo completo:

Nicole Kidman

Vencedora da categoria de melhor atriz de minissérie por Big Little Lies, em que Nicole interpreta uma mulher vítima de violência doméstica, ela exaltou o poder das mulheres em seu discurso.

“Essa personagem representa o que está no centro da nossa conversa: abuso. Espero que a conversa se mantenha viva”, afirmou a atriz.

Confira o vídeo completo:

Laura Dern

Também de Big Little Lies, Laura foi premiada como melhor atriz coadjuvante em minissérie por seu papel como a mãe de uma menina vítima de bullying. Laura falou sobre justiça e suporte às vítimas de assédio em seu discurso:

“Muitas de nós fomos educadas a não contar. Existe uma cultura do silêncio. Peço que todos nós apoiemos os sobreviventes que contam a sua verdade. Que possamos promover a justiça e dar suporte a essas pessoas. E que possamos ensinar nossos filhos que falar sobre as coisas sem medo de represália é a nova regra”.

Confira o vídeo completo:

Frances Mcdormand

Vencedora da categoria melhor atriz em filme dramático, Frances criticou a desigualdade em papéis de protagonismo e salários no mercado do cinema e TV. Enquanto todos comiam na premiação, Frances afirmou:

“Nós mulheres não estamos aqui pela comida, nós estamos aqui pelo trabalho”.

Natalie Portman

Acompanhada de Ron Howard, a atriz subiu ao palco para anunciar o vencedor do prêmio de melhor direção e fez questão de demarcar a ausência de mulheres concorrendo na categoria:

“E estes são todos os homens indicados”.

Leia mais:
:: Meryl Streep, Viola Davis e Emma Stone: atrizes arrasam nos discursos do Globo de Ouro 2017

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna