Paula Toller fala de pop rock brasileiro, beleza e igualdade de gênero em passagem para show em Porto Alegre

Quem não sabe emendar de cor uma, duas, três, muitas canções que marcaram gerações na voz de Paula Toller? Em carreira solo, desde que foi anunciado o fim da banda Kid Abelha, a cantora vem a Porto Alegre neste sábado para se apresentar de graça, no Parcão, como atração do Concerto de Natal da série Concertos Comunitários.

– Tenho ciúmes do meu público gaúcho, não dou pra ninguém (risos)! Vou cantar grandes sucessos com uma orquestra completa, um luxo só – adiantou Paula, por e-mail.

Sobre a nova etapa da carreira, Paula, que já lança álbuns solos desde 1998 (o mais é recente é Transbordada, de 2014), promete surpresas para 2017: – Estou começando a organizar as ideias, um novo show…

Confira a seguir o bate-papo com uma das vozes mais marcantes do pop rock nacional. E, sim, fizemos a pergunta de como ela fica cada vez mais bonita com o passar do tempo.

DE GRAÇA EM POA

Paula Toller é a estrela do Concerto de Natal, da série Concertos Comunitários, neste sábado, às 21h, no Parcão, com o Coral e a Orquestra Unisinos Anchieta e regência de Evandro Matté

:: Artistas da música regional gaúcha recriam o visual da mulher campeira
:: #Lista! Quais as músicas preferidas dos noivos para a primeira dança em casamentos?

UM BRINDE COM LATOLLER

Paula 5

Direto do Vale dos Vinhedos, foi lançado o espumante LaToller, criação do enólogo Luís Henrique Zanini especialmente para Paula Toller. Com corte de Chardonnay e Pinot Noir, foram produzidas apenas 3 mil garrafas na vinícola Vallontano – cada uma traz o nome de uma música da cantora.


Paula 3

O rock vem perdendo espaço para outros gêneros mais populares. Mas temos hoje projetos como o Nívea Rock Brasil e até uma novela com pegada roqueira, na qual você fez uma participação há pouco. Como você avalia este momento?

A publicidade me descobriu aos 50! Nunca imaginei fazer tantas coisas legais nessa altura da vida. Nívea foi um show espetacular e emocionante, um encontro de amigos e cúmplices que extrapolou o marketing e até a música. O pré-show e o pós-show foram um espetáculo à parte.

Você é um ícone do pop rock nacional. Que artistas mulheres você destaca nesse cenário?

O pop rock está meio rivotrilizado, sinto que há uma certa vergonha de buscar o grande público, de competir com o sertanejo, o funk. De bacana vejo Alice Caymmi, vejo Malu Magalhães, vejo Helio Flanders, do Vanguart. Não separo meu gosto entre homem e mulher.

Você é uma figura pública desde os anos 80 e sempre manteve a discrição sobre sua vida pessoal. Como é separar a artista da mãe e mulher em tempos de tanta exposição?

É normal, sou reservada, não caio nessa de “vida de celebridade”, apesar de, por definição, ser uma.

Com 54 anos, o tempo parece não passar para você. Qual o seu segredo?

Bonita é disposição, energia. Se estou desanimada, sou um monstro! O segredo da jovialidade é cabeça boa, bom humor. Da juventude, se soubesse…

Há pouco você lançou uma marca de espumante que leva seu nome. Como surgiu esse projeto? O que um produto precisa ter para levar a sua assinatura?

Foi fruto da admiração mútua entre o enólogo Luis Zanini e eu. Eu faço poesia para ser ouvida, e ele, para ser bebida. Gosto do que é feito com o rigor e a dedicação com que eu faço meu trabalho.

Um dos marcos de 2016 foi a maior visibilidade de questões femininas: assédio, aborto, parece que nada mais passa batido sem as mulheres discutirem nas redes sociais e fora delas. E a palavra sororidade ganhou corpo. Como você avalia este momento das mulheres?

Tem que discutir mesmo, não podemos continuar na Idade Média. Todas as mulheres já foram assediadas em algum grau. E temos que nos entender com os homens, com os homo, com os trans. O mundo não é mais dividido em dois.


 

Paula 2

360° com Paula Toller

O último livro que li… Razão de um percurso, de MD Magno e Nelma Medeiros.

Feminismo para mim… É independência.

Quando estou de folga, adoro… Arrumar a casa, jogar coisas fora.

A conquista que mais desejo para as mulheres: respeito.

Uma música inesquecível: Do George Harrison, Give me love (Give me peace on earth).

Redes sociais são… Opinião.

Uma descoberta recente que quero compartilhar: Tudo sabe ser, tudo tem a ver, tudo ganha hora.

A frase que mais escuto: “Porque sim.”

A frase que mais digo: “Por que não?”

Minha próxima viagem é para… Colher a próxima safra de LaToller Brut, no Vale dos Vinhedos.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna