Presidente do júri de Cannes, Cate Blanchett dá seu recado sobre igualdade de gênero no cinema

Foto: AFP
Foto: AFP

O corpo de jurados deste ano no 71º Festival de Cinema de Cannes teve como presidente do júri nada mais, nada menos do que Cate Blanchett, e a atriz foi direta em suas respostas à imprensa. Quando um repórter perguntou à maioria de diretores homens no evento: “Por que os filmes ainda são importantes?”, Cate interveio.

– Então, atrizes, não respondam a esta pergunta, porque não temos ideia de como responder isso – respondeu a atriz sarcasticamente se dirigindo ao resto do júri feminino, seguido por risadas nervosas.

A atriz também alfinetou a indústria cinematográfica após outro repórter perguntar sobre o júri deste ano ser ou não o com maior número de mulheres na história do festival. Ela imediatamente respondeu que “não” e que “antes de aceitar o cargo de presidente do júri havia estabelecido condições para Thierry Frémaux, diretor de Cannes”.

– Foi uma das minhas primeiras perguntas a Thierry. Eu disse que realmente precisamos de paridade de gênero e racial (no júri). E ele disse: Nós temos (isso).

Foto: AFP

Foto: AFP

As atrizes Kristen Stewart e Léa Seydoux, a diretora Ava DuVernay, a cantora Khadja Khadja Nin e Blanchett compõem o júri. Assim como o ator Chang Chen, o diretor Robert Guédiguian, o cantor e compositor Khadja Nin, o diretor Denis Villeneuve e o diretor Andrey Zvyagintsev.

Quando o júri foi questionado sobre o fato de apenas três dos 21 filmes que competem no festival terem sido dirigidos por mulheres, Blanchett respondeu:

– Há alguns anos, havia apenas dois, e sei que o comitê de seleção tem mais mulheres a bordo do que em anos anteriores, o que obviamente mudará a lente através da qual os filmes são escolhidos. Mas essas coisas não vão acontecer da noite para o dia. Eu gostaria de ver mais mulheres na competição? Absolutamente. Espero que isso aconteça no futuro? Espero que sim.

Leia mais:
:: Julianne Moore, Penélope Cruz e mais: os looks do tapete vermelho do Festival de Cannes
:: Brigitte Bardot critica movimento #MeToo: “Na grande maioria são hipócritas e ridículas”
:: Entenda por que as atrizes vestiram preto no Globo de Ouro

Leia mais
Comente

Hot no Donna