#TopDonna: no aniversário de Julia Roberts, relembre os 10 melhores filmes com a atriz

Ok, a gente sabe que quem acompanha nosso site leu, nas últimas semanas, uma pesquisa que falava sobre o quanto assistir comédias românticas pode afetar sua vida amorosa. Mas, como boas fãs de Julia Roberts que somos, não podemos deixar de relembrar algumas de nossas personagens preferidas da atriz, que completa 47 anos nesta terça-feira.

Desde a prostituta romântica e desbocada de Uma Linda Mulher, Julia acumula papéis em Hollywood e recebeu o Oscar de Melhor Atriz por Erin Brockovich, Uma Mulher de Talento – que, aliás, está na nossa lista, que você confere abaixo:

Uma Linda Mulher (1990)

Pretty woman, walkin’ down the street, pretty woman, the kind I like to meet. Você não lembra automaticamente de Julia Roberts andando de peruca loira enquanto busca a próxima “vítima”, que para a nossa alegria seria Richard Gere? Clássico do cinema mulherzinha.

 

Um Lugar Chamado Notting Hill (1999)

Hugh Grant é um daqueles homens que parece que só vemos no cinema: bonitão, inteligente e muito, mas MUITO sensível. O dono de livraria William conhece a atriz famosíssima Anna Scott por acaso – ou melhor, quando o moço desastrado derruba um café nela. A partir daí, você já consegue juntar as peças, não é? De brinde, o filme se passa em um dos bairros mais aconchegantes de Londres.

 

O Casamento do Meu Melhor Amigo (1997)

Ele e ela eram melhores amigos há anos, e só. Até que o mocinho resolve se casar e, claro, a moçoila descobre que o cara era muito mais que um bom amigo – e precisa correr atrás do tempo perdido.

 

Closer (2004)

Mocinha? Que nada. Em Closer, Julia Roberts é a mulher que trai o namorado aparentemente perfeito com Jude Law. De quebra, ainda tem Natalie Portman e Clive Owen completando o quarteto nem tão amoroso assim.

 

Erin Brockovich, Uma Mulher de Talento (2000)

Precisamos começar a sinopse relembrando que este foi o filme biográfico que rendeu o Oscar de Melhor Atriz a Julia Roberts por Erin, uma mãe solteira que acaba descobrindo que uma grande empresa está contaminando as águas de uma localidade com uma substância cancerígena. Apesar de odiar advogados, ela encarna uma para sair em defesa dos moradores da região.

 

Comer, Rezar, Amar (2010)

Ela emendava um namoro atrás do outro desde os 15 anos e percebeu que estava sempre se adaptando aos seus companheiros. Mas aí veio o start: precisava de um tempo para si mesma e se reinventar. E que jeito melhor do que passar um ano viajando por aí – principalmente quando, além de se encontrar a si mesma, ela ainda encontra Javier Bardem.

 

O Sorriso de MonaLisa (2003)

Recém-graduada, a professora Katherine começa a lecionar em um conceituado colégio, repleto de alunas brilhantes – mas cuja única ambição de vida é casar. O desafio da mestre é mostrar que elas podem ser bem mais do que boas esposas e enfrentar os desafios de uma sociedade conservadora.

 

Dormindo com o Inimigo (1991)

Quer uma folga das comédias românticas? Eis aqui um suspense dos bons. Para fugir do marido dominador e violento, Laura simula a própria morte. Mas Martin descobre a farsa e volta para persegui-la.

 

Tudo por Amor (1991)

Depois da tensão, as lágrimas. No drama Tudo Por Amar, Hillary, personagem de Julia, se apaixona por Victor, um jovem rico que sofre de leucemia.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna