Dicas de passeio em Sydney e Melbourne

Não dá para ficar parado na Austrália. Além de o país ser enorme, as cidades também têm muito a oferecer: paisagens, restaurantes, museus, lojas, atividades. É só escolher a linha que você gosta mais no turismo e segui-la. Não tem erro: é fácil cair nas graças do país dos cangurus, viu? E depois de falar de Outback, Brisbane e Gold Coast, chegou o post para destacar as atrações das duas principais cidades australianas: Sydney e Melbourne. Vamos às dicas?

Sydney

A cidade é dividida por regiões – distantes umas das outras – e tem muitas praias. A sugestão é que, caso seja a sua primeira vez em Sydney, fique no Centro para facilitar a locomoção e as visitas aos pontos históricos. Em um dia, saindo cedinho do hotel, você conseguirá passear por The Rocks, onde a cidade começou, conhecer o porto, o Museu de Arte Contemporânea e cruzar a Harbour Bridge – caso queira subir beeeem lá no topo, terá que pagar ingresso.

museu-de-arte-sydne

Sobre a Ópera: se tiver interesse em fazer o tour interno na Ópera, prepare-se para desembolsar uma graninha extra, pois só são aceitos passeios guiados e com horário marcado. Eu fiz, mas preciso confessar que achei bem mais interessante por fora do que por dentro. Talvez o que possa valer mais a pena é tentar se programar para assistir a um show e, de quebra, espiar o espaço por dentro.

sydney-night

Manly Beach: sem dúvidas é um pedaço especial de Sydney, pois fica entre uma praia linda (todas são, na verdade) e o porto. A ideia é passar o dia por lá. A função já começa ao pegar o ferry que leva do centro até o ponto e garante um passeio especial via mar, com vista da ópera e da Harbour Bridge. Chegando, curta o dia à beira-mar e circule pelos restaurantes e cafés da área. Mas o ponto alto é apreciar o pôr do sol no porto em um dos tantos bares que oferecem dose dupla para o happy hour. Ahhh, e se prepare para encontrar muitos, muitos, muitos brasileiros. Parece que uma extensão do nosso país se encontra em Manly Beach.

syndney-fernanda-pandolfi

Bondi Beach: é a praia mais famosa da Austrália. Tem um tanto de história, já que foi a responsável por criar e disseminar a profissão de salva-vidas no mundo e idealizar a sunga masculina. Sim!! A famosa speedo teve seu debut nas areias de Bondi. O legal aqui é passar o dia curtindo a orla e, se você é dos esportes, aproveitar para marcar uma aula de surfe, kite, funcional ou crossfit. Tem para todos os gostos!

Trilha de Bondi a Coogee: ainda na onda esportiva, é uma ótima alternativa para se exercitar e curtir os cenários e jardins que unem as duas praias. Passeio imperdível.

pés-sydney-australia

Obs.: São muitas as prainhas espalhadas por Sydney e, se você estiver com tempo, vale pesquisar, alugar um carro e pipocar entre uma e outra.

Melbourne

Dei azar com a cidade que é a considerada a mais cool da Austrália. Peguei dias de chuva e friozinho, o que atrapalhou parte da visita. Mesmo assim, adorei o clima da região ribeira e a cena artística e gastronômica local.

Dica de ouro: pegue o Bonde City Circle que é gratuito e faz um tour bacana pelos principais pontos do centro da cidade. Aproveite para passar pela Estação Central, que é um dos atrativos turísticos mais famosos, e pela Federation Square, a praça onde tudo acontece.

Perca-se nos becos da cidade: uma das atrações de Melbourne é a arte de rua e o grafite. Alguns dos becos nas proximidades da Federation Square da Queen Victoria são dominados por cores e desenhos. A ideia é andar sem rumo por ali fotografando, curtindo e admirando os trabalhos diversificados.

melbourne

Southbank: Melbourne é cortada pelo Yarra River e há sempre a possibilidade de fazer um tour via água, mas, na minha opinião, o mais legal é caminhar na região de Southbank no final da tarde, aproveitar o pôr do sol, o happy hour, o jantar ou até uma baladinha à beira do rio.

Jazz e comida italiana: são duas tradições fortes e curiosas da cidade. São diversos os clubes de jazz escondidos em ruelas e os restaurantes de comida italiana capricham no cardápio. Anota aí as minhas duas sugestões (que precisam de reserva): The Paris Cat Jazz Club e o bistrô Tipo 00.

melbourne-imagem

Esportes: para finalizar, se você é fã de esportes, não importa o estilo, organize-se para um tour especializado na área. Melbourne foi uma das sedes dos Jogos Olímpicos e tem grandes estádios e campos esportivos. Aliás, o principal estádio de críquete, assim como o de futebol australiano, estão lá.

Ah! A área também é dedicada ao teatro, são nove espalhados pela cidade, todos com peças de diferentes estilos e preços para não ter do que reclamar.

Enjoy it!

Veja mais: