Dicas de passeio na Nova Zelândia

Quem diria que, ao final da Volta ao Mundo, eu ainda ficaria embasbacada com algum país? Assim foi com a Nova Zelândia. Um lugar que você não sabe por onde começar a fotografar ou apreciar. As paisagens são estonteantes de tão lindas, a comida é uma perdição e os vinhos são um caso de amor. Além disso, é o lugar para os esportes radicais, que reúne aventureiros de todos os cantos do planeta. Vou comentar sobre a passagem por Queenstown, Milford Sounds, Arrow Town, Mount Cook e Cristchurch. Vamos lá?

nova-zelandia-imagens

Queenstown

Blue Pool: se você estiver indo de Queenstown a Mount Cook, não deixe de passar na trilha que leva a Blue Pool no meio do caminho. É facinho de percorrer e a recompensa é a água mais azul que você já viu na vida. Juro! Aliás, o que não falta na Nova Zelândia são trilhas com finais felizes. Tem até um site especial do governo só para você pesquisar e se divertir escolhendo as que você quer percorrer.

fernanda-pandolfi

Mount Cook: estamos falando aqui da maior montanha da Nova Zelândia e a mais famosa também. Para chegar lá, é preciso ficar no vilarejo de Aoraki, que não tem nada de nada, só uns hotéis perdidos, e se programar para acordar cedinho e sair para as trilhas. A trilha fica a seu critério – são várias, com diferentes níveis de dificuldade – e apesar do caminho ser bem organizado, não há onde repor a água: prepare uma garrafa grande para não desidratar com o sol a pino e uma fruta para repor as energias. E aquelas velhas dicas: protetor, sapatos confortáveis, boné e óculos escuros. Se você é daqueles bem corajosos, leve roupa de banho e arrisque um mergulho no lago de degelo que fica logo abaixo do Mount Cook. Só para fortes!

fe-pandolfi-na-nova-zelandi

Cristchurch

Segue sendo uma das principais cidades do país, mas desde o terremoto de 2011 perdeu a força no turismo e vem tentando se reconstruir. O resultado é um lugar em obras, com alguns dos principais atrativos turísticos desmoronados. É interessante observar os recursos que o governo vem utilizando para tentar embelezar a cidade, como grafites espalhados por todo canto e intervenções artísticas nas esquinas e ruelas. Algumas lojas e restaurantes se restabeleceram em contêineres e food trucks também ganharam a vez. No entanto, não colocaria Cristchurch em um roteiro novamente, esperaria alguns anos para voltar para lá. Se tiver que optar por outra cidade grande, vá de Auckland.

nz-imagem

Dicas extras: não importa se faz frio ou calor, a Nova Zelândia é famosa pelo sol forte e pelo vento. Para evitar fortes queimaduras, capriche no protetor solar.

O Senhor dos Anéis: a Nova Zelândia tem muito orgulho de ter sido o cenário de uma das sagas cinematográficas mais famosas do mundo. É fácil encontrar referências por onde se passa e, para os mais fãs, há até tour específicos que circulam pelos principais sets de filmagem. Aliás, uma boa sugestão é visitar a Hobbiton, set de filmagem do Hobbit. Não consegui incluir o passeio no meu roteiro, pois fica ao norte do país e acabei ficando mais pelo sul, mas já é um bom motivo para retornar, né?

Veja mais: