Chega de Julia Roberts! Pesquisa revela que comédias românticas e novelas podem atrapalhar sua vida amorosa

É quase unânime: dia de chuva, friozinho, um balde de pipoca e uma comédia romântica bobinha no Netflix parecem ser o programa perfeito para aquela sexta-feira sem graça. Mas, principalmente se você está solteira, é bom ter cuidado.

Pesquisadores da Albion College, dos Estados Unidos, revelaram que os romances de mentirinha que vemos por aí nos filmes e também nas novelas podem atrapalhar os relacionamentos da vida real. Pronta para desapegar de todas os adoráveis melodramas de Julia Roberts?

:: Alerta vermelho! assistir filmes de ação pode engordar

Para chegar à constatação, um grupo de 392 pessoas casadas respondeu a um questionário sobre seu relacionamento atual, com dúvidas quanto a satisfação, compromisso e expectativas. Também foi perguntado o quanto eles acreditam em casais da telinha – como Hugh Grant e a rainha das comédias românticas Julia Roberts em Notting Hill, por exemplo. Os entrevistados classificaram o quanto concordavam ou não com afirmações como “a TV me ajuda a entender o que eu posso esperar dos meus relacionamentos” ou “a ficção mostra os relacionamentos como eles são de verdade”.

emmys-lena-dunham-gifs-8A gente quer acreditar, Julinha!

O resultado é que, quanto mais alguém acreditava em um casal de filme, menos se importavam com a relação que vivem atualmente. Tem mais: estas mesmas pessoas consideram mais a possibilidade de se manter solteiro ou até trocar de affair – a eterna busca pelo mocinho romântico William Thacker da vida real.

Os românticos de controle remoto na mão também sentem bem mais algumas das “privações” que vêm com os relacionamentos, como passar menos tempo sozinho ou ter menos liberdade. Mas, como bons fãs de ficção, já imaginavam ter de enfrentar alguns desafios pelo parceiro amoroso. Mas, atenção: estes poréns não significam que estejam insatisfeitos. Mas, claro, pensam bem mais em colocar um ponto final no namoro porque, veja bem, há tanta gente legal lá fora…

giphy (1)Todas querem um Richard Gere!

— Minha esperança é que, depois de lerem sobre a pesquisa, as pessoas possam olhar para o próprio relacionamento ou para o namoro dos amigos. Quão realista é sua expectativa em relação ao seu parceiro e de onde você tirou essa expectativa? — questiona Jeremy Osborn, pesquisador-líder do estudo.

E você, vai deixar os deliciosos draminhas românticos de lado depois dessa? Mas, para quem quer se manter no delicioso vício, espia só alguns dos filminhos preferidos dos entrevistados:

Uma Linda Mulher (1990)

Diário de uma Paixão (2004)

Sintonia do Amor (1993)

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna