Como reduzir o sal na alimentação: veja 3 dicas saudáveis

Foto Fernando Gomes
Foto Fernando Gomes

Na guerra por uma alimentação mais saudável, a batalha da vez é contra o sódio. E aqui em Porto Alegre já temos o nosso próprio esquadrão anti-sal. A vereadora Sofia Cavedon do PT, conseguiu aprovar na última semana um projeto de lei que proíbe o saleiro nas mesas de bares e restaurantes da capital.

Acho que teria sido mais útil se ela tivesse banido o palito de dentes (tirem essa coisa das mesas já!!!). Isso porque o sódio não está apenas no saleiro, mas no peito de peru light que você insiste em comprar pensando que está arrasando na dieta, no shoyo em que você submerge o seu sushi-super-diet, no molho pronto para a salada e em tantos outros alimentos da nossa despensa.

Confira mais dicas saudáveis de Vanessa Musskopf

:: Como emagreci 15 quilos sem fazer dieta

:: Dicas para curar a ressaca

Desde que comecei minha jornada por estilo de vida mais saudável, assumi o desafio de comer pouco (ou quase nada) de sódio, afinal ele é responsável desde uma simples retenção de líquido até cálculo renais, hipertensão e AVC’s. E não é assim tão difícil quanto parece. Anote aí 3 estratégias que podem funcionar para você também.

1- Aprenda a cozinhar

Tanto quanto voltar à academia, cozinhar teve um impacto muito importante na minha reeducação alimentar e – consequentemente – na minha perda de peso.  Cozinhar me ensinou a comer novamente. Encarar as panelas me fez querer saber mais sobre os alimentos, a experimentar novos sabores e estar mais atenta aos ingredientes de cada receita. 

Molho de tomate e sopas, por exemplo, são feitos em casa. Nada de pacotinhos por aqui. Minha dica é tirar um dia da semana para cozinhar tudo. É mais prático, economiza tempo (e louça!) e de quebra se livra de várias miligramas de sódio extra. E uma vez com tudo feito, guardo em potinhos individuais e congelo para ir retirando conforme for consumir

2- Escolha certo

A recomendação diária para um adulto saudável não deve ultrapassar a quantidade de 2 gramas de sódio – ou menos de 5 gramas de sal, aproximadamente 1/2 colher de café, por dia. Um minuto de silêncio depois dessa informação.

No supermercado, ao ler a tabela nutricional, lembre-se: se o alimento tiver mais de 600mg de sódio por 100g é MUITO e se tiver menos de 120mg de sódio a cada 100g é POUCO.

3- Descubra novos sabores

A indústria alimentícia ​​não costuma poupar seu arsenal de gorduras, sais, açúcares, aromas e cores falsas até em produtos que parecem saudáveis. Vale tudo para torná-los mais atrativos para o consumo. A boa notícia é que dá pra realçar o sabor dos alimentos com alternativas simples e muito mais saudáveis.

Esqueça os molhos prontos para salada, por exemplo. O suco de limão e o vinagre podem ajudar a ressaltar o sabor e, ao mesmo tempo, reduzir ou até eliminar o sal. Os temperos frescos ou desidratados também são uma ótima opção. Já experimentou o tomilho? Antibiótico natural, o tomilho também ajuda na digestão e tem propriedades antioxidantes, ficando ótimo em ensopados, guisados e até mesmo peixes.

Seja criativa! Reduzir o sal não significa comer comida de hospital! Experimente e vá aos poucos reacostumando o paladar a sentir o verdadeiro sabor dos alimentos.

Me segue nas redes para essa e outras dicas! No insta @santadieta e no facebook /blogsantadieta.

Leia também
:: Guia de serviços de telentregas saudáveis em Porto Alegre

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna