Gosta de decoração? Conheça três gaúchas que fazem do décor um hobby e inspiram nas redes sociais

Foto: Omar Freitas/Agência RBS
Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Quando o assunto é decoração, as redes sociais se tornaram um grande catálogo para se inspirar. Dar uma olhadinha no Instagram antes de bater o martelo sobre a cor da parede ou o tipo de piso se tornou o caminho natural na busca por referências.

E se você gosta de decoração e acompanha os perfis da área já deve ter cruzado com as fotos do @314apto, do @apt1002 e da @casalegre, que mostram as ideias de, três gaúchas – respectivamente, Claudia Bitelo, Danielle Dalbosco e Larissa Citton Brehm. Elas descomplicam a decoração e mostram que dá para colocar a mão na massa sem medo.

O Faça Você Mesmo não é novidade, lembra Paula Otto, arquiteta e jurada do Missão Design, do GNT, mas as redes sociais ajudaram a popularizar o movimento DIY (do it yourself). Hoje, o público também chega mais preparado para passar suas ideias aos profissionais, explica ela:

– As pessoas estão munidas de mais formas de comunicar o que gostam. Antes, era mais difícil de colocar isso em palavras. Agora, elas vêm com uma pastinha de referências, do Pinterest ou do Instagram. Facilitou a comunicação.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

As donas dos perfis que você conhecerá nesta reportagem têm o gosto pelo décor como hobby. Elas criam móveis, revestem paredes, planejam cada parte da decoração da casa e dão seu toque ao ambiente. Para traduzir as ideias no papel, o arquiteto volta e meia é requisitado. A grande diferença é que, agora, o profissional não é mais o detentor do “poder do design”, o que abre novos caminhos.

– Acho que tirou o mito disso na decoração. As pessoas podem criar, é a casa delas. É legal pensar na memorabilia, no valor afetivo das coisas. Dizer que fui eu que fiz isso ou aquilo, uma apropriação da casa mesmo. Acho que precisamos traduzir as pessoas no projeto, isso precisa ditar o tom. Dá para unir as duas coisas – avalia Paula, que integra o time do escritório Arquitetura Nacional.

A seguir, você mergulha no mundo do design por meio das criações de quem descobriu as possibilidades do DIY e inspira outras pessoas com as fotos de suas casas.

@APT1002

Danielle Dalbosco, 32 anos, sempre sonhou em construir seu próprio canto, um lugar que refletisse seus gostos e sua personalidade. Quando comprou seu apartamento de 54 metros quadrados na planta, decidiu que usaria os três anos de espera até a casa ficar pronta para planejar cada detalhe do novo lar. Foi nesse processo de imersão nas tendências da área da decoração que a jovem funcionária de uma agência de publicidade descobriu o gosto pelo design.

– Me dei conta de que era possível que várias coisas a gente mesmo fizesse. Achei que ia trazer personalidade para a minha casa e baixar o custo. Estava muito feliz com a casa própria e queria registrar tudo, fotografar as mudanças – conta Danielle, que virou uma entusiasta do “faça você mesmo”.

As imagens da transformação do apartamento no bairro Santo Antônio, em Porto Alegre, viraram conteúdo para o @apt1002 no Instagram, hoje seguido por mais de 60 mil pessoas. Quando lançou o perfil no início de 2016, Danielle não esperava tamanho sucesso.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

– As pessoas queriam falar sobre decoração, ter referências. Faziam muitas perguntas, queriam compartilhar experiências – relembra. – Hoje, conseguimos trocar muitas ideias pelo perfil, nos ajudamos. Tem gente que quer que eu vá lá e faça o projeto para a casa, mas não sou preparada para isso. Posso dar alguma dica, uma consultoria, mas só isso. Amo loja de decoração. Me deixa o dia todo lá que fico feliz (risos).

Na tentativa e erro, Danielle foi se aventurando pelo DIY. Participou de oficinas, buscou tutoriais e ganhou confiança. Já criou itens como um banco de concreto, uma luminária e pintou paredes da casa. Mas, para ajudar a colocar todas as ideias de decoração em prática, ela também buscou ajuda de profissionais. A arquiteta e amiga de infância Agatha Arboitte foi responsável pela orientação quando as dúvidas técnicas surgiram.

– Temos muitas informações online, dá a impressão de que sabemos tudo. Mas não é bem assim. Ela me ajudou a desenhar algumas coisas, a dar vida no papel, criar algumas móveis e instruir o marceneiro – explica Danielle.

A peça do @apt1002 que mais faz sucesso nas redes é a cozinha. Apaixonada pela pegada industrial, Danielle gosta de cozinhar e recebe muitos amigos, por isso queria uma cozinha funcional e alegre. Para trazer cor ao espaço – já que a paleta do apê é discreta –, ela optou por um revestimento com tijoletas azuis de cerâmica. O ambiente também tem DIY: a luminária pendente foi montada por Danielle, que comprou as lâmpadas, os soquetes e os fios separadamente. Ela também produziu as tábuas para cortes que usa no dia a dia na cozinha.

Aprenda com Danielle como fazer 3 itens para renovar a decoração de casa de forma simples:

@casalegre

Para celebrar seu casamento em 2015, Larissa Citton Brehm, 31 anos, e Eduardo Silva Ribas, 35 anos, colocaram a mão na massa. Produziram itens da decoração e planejaram os mínimos detalhes. Na mesma época, também compraram uma casa em Campo Bom, e o Faça Você Mesmo acabou se tornando o mantra do casal durante a reforma.

– Sempre fui preocupada com a estética no geral, mas como hobby. Gostamos da ideia do rústico e do industrial, e, às vezes, é difícil explicar para quem vai fazer. Achamos que talvez fosse só a gente mesmo fazendo para ficar como imaginávamos – conta Larissa, que trabalha na área administrativa de uma empresa.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Com mais de 70 mil seguidores, o perfil @casalegre mostra o passo a passo da concepção do lar do casal. No início, a ideia era documentar a transformação. Mas as postagens despretensiosas foram acumulando curtidas e fãs. Larissa e Eduardo compartilhavam suas experiências de DIY para mostrar que, mesmo sem grana, dá para criar algo bacana com as próprias mãos e trazer personalidade para a casa. Só que havia uma grande parcela do público que queria comprar as criações. Assim, nasceu o e-commerce da Casalegre.

– Muita gente não tinha tempo e queria o produto pronto. Daí, começamos a vender quadros, luminárias, almofadas. Criamos a loja virtual há pouco tempo, tipo seis meses, é uma experiência recente. Produzimos tudo – explica Larissa.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

O décor da casa de 115 metros quadrados explora o branco, o cinza e o preto na maior parte dos ambientes, dialogando com os tons amadeirados. Entre os espaços queridinhos do público, está a sala de estar, que chama atenção pela composição do ambiente com uma parede de tijolos – os fãs ajudaram a escolher parte do layout da sala por votação.

O casal contou com a consultoria de arquitetos para colocar o projeto no papel, mas levou o DIY muito a sério: eles trocaram o piso, assentaram o revestimento de tijoletas, pintaram as paredes com o cimento queimado, criaram a luminária, os quadros e por aí vai.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

– Foi muito divertido, mas claro que demorou. Nós gostamos de fazer mesmo. A parede dos tijolos foram vários feriados e fins de semana, acho que uns oito ou nove dias. A gente vinha só para ficar olhando às vezes (risos) – diz Larissa.


Visualizar esta foto no Instagram.

Aqui chove um sem fim de chuva e tem previsão até de tornado. Apenas agradecer por ter um teto e uma casa confortável e segura ♥️

Uma publicação compartilhada por Casalegre Store (@casalegre) em

 

@314apto

Claudia Bitelo entrou no mundo da decoração em 1997, quando começou a cursar a faculdade de Design de Interiores. A empresária de 37 anos sempre gostou das tendências e passou a atuar como designer, mas acabou descobrindo que era mais feliz quando o décor tinha a leveza de um hobby, e não a cobrança da profissão. A difícil decisão de abandonar os projetos foi tomada há quatros anos, e, hoje, Claudia trabalha em uma empresa de peças de concreto ao lado da irmã. E foi nessa virada de vida que o @314apto ganhou as primeiras fotos no Instagram, conta a designer:

– Me mudei em 2015 e resolvi fazer o perfil no Instagram no ano seguinte para mostrar que dá para colocar a mão na massa, que podemos fazer muita coisa. Diziam para eu fazer um blog, mas não sou muito de escrever. Em outubro daquele ano, postei o projeto da minha cozinha. As pessoas gostaram e ali o perfil explodiu.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Localizado em Novo Hamburgo, o apartamento alugado de 24 metros quadrados chama atenção porque conjuga bem o espaço restrito com soluções criativas e estilo minimalista – o perfil reúne 33 mil seguidores.

Os ambientes fazem referência ao industrial, mesclando branco, preto, cinza e estruturas de iluminação aparentes. A sala serve como quarto, e, por isso, o sofá de couro ecológico criado por Claudia se transforma em uma cama. Ela também assentou o piso de porcelanato e revestiu parte das paredes com placas cimentícias, além de criar um rasgo para destacar os tijolos.

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Foto: Omar Freitas/Agência RBS

Claudia planejou cada detalhe da decoração e executou praticamente tudo, inclusive o closet: transformou um canto da casa em armário ao acoplar prateleiras em MDF reaproveitadas de outros móveis, encomendou a porta, instalou os vidros na estrutura e colocou a iluminação. O resultado da empreitada foi um guarda-roupas funcional com porta de ferro e vidro depois de muita mão na massa.

E apesar de adorar suas ideias fora do papel, Claudia faz questão de esclarecer que nem tudo sempre dá dão certo. Mergulhar no Faça Você Mesmo com itens mais simples nas primeiras tentativas e persistir mesmo quando o resultado não é o esperado são dicas preciosas.

– Já testei muita coisa que deu errado. Quando erro, tento encontrar as falhas, e geralmente, é porque pesquisei pouco. É legal fazer um orçamento primeiro para ver se vale a pena executar, tanto pelo tempo quanto pela grana. Ou podemos acabar jogando dinheiro fora – destaca Claudia. – Também é importante simplificar. Se o passo a passo está muito longo, podem existir alternativas. Substituir materiais, repensar, buscar novas referências.

 

Elas dão a dica

Quer conhecer outros perfis? Elas indicam!

Danielle Dalbosco, do @apt1002 indica:

@acasadeconcreto
“Adorei acompanhar pelo Instagram o processo de construção desta casa no estilo brutalista e industrial. É o tipo de casa que eu teria, dos sonhos!”


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Arquiteta Adriana Nakamura (@acasadeconcreto) em

@thesorrygirls
“Acompanho há anos estas duas gurias canadenses que adoram colocar a mão na massa e ensinam um monte de coisas legais no seu canal do Youtube.”

 


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por The Sorry Girls (@thesorrygirls) em

Larissa Brehm, da @casalegre indica Canal da Darlene Bertolini e o Canal do Paulo Biacchi:

“Acho esses dois canais simples e bem instrutivos. Não são coisas difíceis, nem são pessoas superprofissionais e cheias de experiência, são mais gente como a gente.”


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Darlene Bertolini (@darlene.bertolini) em


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Paulo Biacchi (@paulobiacchi) em


Claudia Bitelo do @314apto indica:

DIYCore, com Karla Amadori
“Além do Faça Você Mesmo, o canal traz muitas informações sobre as obras, dicas de casa como limpeza e organização. Há muitos vídeos inspiradores com diversas ideias para aplicarmos na nossa casa.”


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Diycore com Karla Amadori (@diycore) em

Casa de Colorir, com Thalita Carvalho
“O canal é cheio de ideias fáceis e muito práticas para o dia a dia. Mesmo ela usando cor em tudo: eu me inspiro na ideia, aí é só usar as cores de que mais gosto. Ela é muito didática na forma de ensinar, isso traz segurança e o mínimo de erro possível.”


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Thalita Carvalho (@casadecolorir) em

Leia mais
Comente

Hot no Donna